Por muito tempo considerados uma torcida modinha, diziam que não lotávamos o Morumbi, que só ia ao estádio quando tinha jogo importante de Libertadores, ou que comparecia somente quando o time está em boa fase. Em 2017, o São Paulo enfrentou um dos piores momentos de sua história, permanecendo por muitas rodadas do Brasileirão na zona de rebaixamento e isso não impediu que a torcida comparecesse às partidas, muito pelo contrário, os torcedores são-paulinos deram um show nas arquibancadas.
Contra o Grêmio, conseguimos colocar mais de 50 mil pessoas no Morumbi, no jogo contra o Botafogo, realizado no último sábado (29), no Estádio Nilton Santos, conseguimos levar mais de 30 ônibus rumo ao Rio de Janeiro. E no próximo jogo, que será disputado na quinta feira, dia 3, contra o Coritiba, a expectativa também é de casa cheia com mais de 21.000 ingressos já vendidos. O torcedor tricolor se fortaleceu com a atual situação do time, é nítido o amadurecimento e a vontade da torcida em apoiar, incentivar e emanar energias positivas, principalmente agora que o clube está precisando tanto de apoio.
Os torcedores integrantes de torcidas organizadas, não medem esforços quando o assunto é acompanhar o time do coração para onde quer que ele vá, o apoio acontece debaixo de sol, chuva e todo fator exterior possível e imaginável. Consegui sentir esse momento quando participei da caravana no último jogo e o sentimento que tomou conta de mim é indescritível. Saímos do Largo do Paissandú com direção ao Rio de Janeiro por volta das 4h. Enfrentamos mais 6 horas de viagem, com algumas paradas em postos de gasolina. Muitos passaram fome, sede, frio, sem contar a ansiedade que chega a sufocar. Chegando no RJ, fomos escoltados por policiais, que fizeram as dezenas de ônibus se dividir, até que ficassem lotados para então prosseguir rumo ao Engenhão. Ser torcida visitante te dá poder absoluto, você tira forças dentro de você que são capazes de transformar a energia do ambiente em um estalar de dedos, principalmente quando o seu time consegue fazer a maior virada do ano: Estávamos perdendo de 3×1 e conseguimos convertei 4×3 em Sete minutos, que energia. Que fique aqui o meu relado, torcedor organizado não é vagabundo.
 ” O São Paulo vai embalar.” Profeta Hernanes
E vai mesmo. Apesar de insistir em alguns jogadores que não apresentam bom resultados, como apostar em Wellington Nem, Dorival Júnior conseguiu reestruturar o esquema tático do São Paulo. Portanto, todas as fichas estão sendo apostadas para a recuperação do maior clube do Brasil, e os torcedores estão dando um verdadeiro show em questão de aparecer nas más mares transparecendo o que é realmente torcer para o São Paulo.