Ontem (13), que mais parecia uma sexta 13, o São Paulo passou por algo que ninguém esperava: não garantiu a vitória diante do lanterna do campeonato. Isso mesmo, o time empatou em 2×2 com o Atlético-GO, no Morumbi. Com 31 mil pagantes, o Tricolor virou chacota mais uma vez e foi alvo de vaias, especialmente para W. Nem, Cueva e Buffarini, que atualmente não apresentam um bom futebol. Atitude válida, já que a equipe está há OITO jogos sem vencer e ainda encontra-se na zona de rebaixamento, pulando da décima nona para a décima sétima posição. Jucilei e Lucas Pratto foram poupados das vaias.

A estreia de Dorival começou com o pé esquerdo. O São Paulo abriu o placar com Petros, que aproveitou o rebote após uma falta cobrada por Cueva, aos 13 minutos do segundo tempo, mas logo sofreu o empate do time goiano, marcado por Niltinho. Aos 38 minutos, o Tricolor voltou a estar na frente, com um gol marcado de fora da área por Marcinho, que entrou no lugar de Wellington Nem. Enquanto a torcida ainda comemorava o gol da possível vitória, a reação do adversário veio aos 40 minutos: Everaldo fez um golaço de calcanhar (gol mais bonito da rodada e um dos mais belos do campeonato), deixando o placar final por 2×2.

Em sua primeira entrevista coletiva pelo São Paulo, Dorival afirmou que percebeu uma pequena melhora no time e que vai trabalhar para sair do Z4. “Em razão do esforço apresentado durante todo o jogo, acabamos dando possibilidade ao adversário para a recuperação. Precisamos acreditar que o caminho de uma recuperação está em aberto, e espero que os resultados comecem a aparecer, pois é isso que o torcedor quer acima de tudo”, disse o técnico.

Questionado sobre o jogo, Rodrigo Caio respondeu: “O Atlético-GO teve duas chances e conseguiu fazer dois gols. Muitas vezes, a gente faz e toma gol, e com isso acabamos não tendo reação para reverter o jogo. Fica aquele gosto amargo, pois fizemos tudo certo, lutamos e tivemos as melhores oportunidades. Vida que segue”.

Lucas Pratto também deixou a sua opinião e disse que o São Paulo precisa terminar o primeiro turno pelo menos na 12ª ou 13ª posição, para que o time possa brigar pela parte de cima da tabela no segundo semestre.

Até o momento, o São Paulo está desempenhando uma das piores campanhas de todos os tempos, muito longe daquilo que foi idealizado no começo do ano. É nítido que aquele filme de 2013 está se repetindo.

O time paulista vai enfrentar a gigante Chapecoense, em Chapecó/SC, no próximo domingo (16). Temos a obrigação de ganhar este jogo, se quisermos sair da zona da degola.

Foto: ESPN FC / Gazeta Press