Desde 1970 em 28 de junho é celebrado o dia do orgulho LGBT e isso precisa ser lembrado também no São Paulindas.

Um assunto que incomoda muito o mundo dos esportes e infelizmente o mundo machista do futebol que vivenciamos.

Hoje, 28 de julho de 2017 ainda temos muito  que falar sobre o preconceito na qual não toleremos mais dentro dos estádios. Nos pequenos (grandes) gestos que precisamos evoluir como torcedores, ou simplesmente a forma de agir como seres HUMANOS.

Você, torcedor São Paulino, já parou para pensar na sua forma de torcer? Você está indo para o Morumbi para apoiar o time ou está preocupado em ofender o jogador/time/torcedor adversário?! O grito de “bicha” que ecoa nos estádios nos dias atuais, deixado pelo legado da copa pelos mexicanos, seria a melhor forma de incentivar filhos, colegas, esposas, namoradas a apreciar o delicioso mundo que o futebol nos proporciona?! Você já parou para pensar na quantidade de pessoas que você ofende ao colocar o grito de “bicha” como algo pejorativo ?!

Você se sente ofendido quando te chamam de “São Paulino, bicha, gay, viado “bambi” ?!

Sinceramente, as escolhas partem de nós mesmos e está na hora de “virar a chavinha”. Não se preocupem e nem se ofendam, apenas respeitem. O respeito vem de casa e precisamos espalhar também no mundo dos esportes.

O futebol é para TODOS, TO-DOS!

As São Paulindas estão nessa causa! Saiam do armário, só não saiam de casa sem respeito.