Na partida de ontem (04), válida pelo Campeonato Brasileiro de Futebol, ecoavam gritos de socorro ao resultado de 1×0 para o dono da casa. 

Os direitos de ir e vir foram negados, o direito a cultura foram bloqueados e o direito do consumidor negativado, somos o que então já que não tens direito de cidadão.  PM impediu as organizadas, que viriam de São Paulo – ponto positivo, pois estádio lotado empurra time – de ir até Campinas com duas informações, as quais não batiam, que o estádio não teria ingresso pois as bilheterias estavam fechadas, uma vez que já estavam todos em mãos no aguardo da chegada dos mesmo, e que o local já estava lotado e a própria Ponte Preta rebateu dizendo que a bilheteria fica aberta até o intervalo e o local não estava lotado.

Já sabemos que não é uma lição tão fácil ganhar da Ponte Preta, que vem desde o Paulista fazendo uma boa temporada. Primeiro tempo domínio total do São Paulo com tentativas de gols desperdiçadas, ja o segundo tempo o jogo ficou mais pegado, São Paulo perdeu o equilíbrio e a Macaca dominou. Havendo evolução nítida no time do Tricolor, podemos observar que a compactação e o envolvimento do time, que mesmo perdendo, não deixou de mostrar a sua qualidade, que somente o tempo poderia trazer aprimoramento, porém a diretoria acredita que somos somente mercado. 

Esse grito arde! Sinto dor, sinto angustia e sinto tristeza.