Alô Nação,

Na tarde de ontem, o São Paulo foi até Itaquera enfrentar o Corinthians em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro e perdeu para o mandante por 3 a 2, vamos aos pontos principais.

Escalação: A expectativa da torcida, minutos antes da partida, era como o técnico Tricolor escalaria o time, já que não contava com duas peças importantes do elenco, Cueva e Rodrigo Caio, ambos convocados para as seleções de seus respectivos países. Pensando em uma formação mais segura, Rogério Ceni manteve a ideia de três zagueiros, porém, a surpresa foi a escolha dos jogadores que iriam compor a zaga junto com Maicon: Douglas e Lucão. Os torcedores mostraram um ar de desconfiança ao saberem da escalação, pois ambos os atletas não são queridos pela torcida, muito pelo contrário, o que já deixava a torcida descontente foi se confirmando durante a partida, já que a zaga foi uma das grandes responsáveis pela amarga derrota para o rival.Mas não foram apenas Douglas e Lucão os principais culpados, já que Maicon fez uma partida muito ruim, assim como a maior parte dos atletas do Tricolor que entraram em campo.
A partida: O time de Itaquera começou  melhor, com mais de 70% de posse de bola nos primeiros quinze minutos de jogo, Romero abriu o placar aos seis, aproveitando a pífia atuação da zaga são-paulina. Aos dezessete, Gilberto de cabeça empatou. Além do gol “achado” de Gilberto, após uma bola lançada na área, nos poucos momentos que a equipe manteve a posse de bola, nenhum outro lance de gol foi criado, ou mesmo alguma jogada trabalhada, a bola parecia “queimar” nos pés dos jogadores são-paulinos, já que até mesmo o domínio estava difícil. Faltando poucos minutos para o final do primeiro tempo, o time rival aproveitou erro de passe do zagueiro Maicon e converteu com Gabriel, que aproveitou o rebote para fazer 2 a 1.
No segundo tempo, Rogério tirou Lucão, e colocou Bruno em seu lugar, para compor a lateral direita, dando liberdade para Marcinho atacar, mas a partida continuou sem grandes emoções, até que Douglas derrubou Jô na área e o árbitro marcou pênalti, convertido em gol por Jadson. A equipe adversária parecia estar jogando sozinha, até que Rogério resolveu colocar Wellington Nem e Thomaz, nos lugares de Cícero e Gilberto. Pouco coisa mudou, mas com a entrada desses dois atletas o São Paulo passou a atacar com mais velocidade, ainda que sem eficiência. Quase no final da partida, a equipe Tricolor se lançou ao ataque de forma desesperada, e consigo o segundo gol com Wellington Nem, após cruzamento rasteiro na pequena área adversária, diferença diminuída, mas não o prejuízo, partida termina, e o Tricolor sai derrotado pelo placar de 3 a 2.

O Tricolor que poderia ter feito uma partida melhor continua cometendo os mesmos erros, falha da comissão técnica que deveria observar e corrigir em treinamentos. Mas o principal erro vem da diretoria, que não tem buscado reforços. É obrigação contratar peças que façam a diferença, caso o São Paulo queira se destacar de forma positiva durante os próximos seis meses.