O início de 2017 não foi dos piores para o tricolor, mas também ficou longe de ser o melhor. Tivemos uma melhora significativa em nosso ataque, em relação a 2016, em compensação tivemos uma das piores defesas do campeonato paulista.

Em comparação com os outros times que disputarão o Campeonato Brasileiro, dos vinte, nós também temos a pior defesa, com 30 gols sofridos em 20 jogos.

Porém são apenas números, e o que vale é quando o árbitro apita e a bola rola.

Para o São Paulo, o Brasileirão começará daqui a 12 dias, e temos como obrigação dar o nosso máximo em uma competição tão disputada, para tentarmos salvar o ano – junto com a Sul-Americana.

Somos o melhor time? Acredito que não. Mas somos o São Paulo! Em todas as competições que entramos é para ganhar, e, caso isso não aconteça, que possamos ficar entre os melhores.

Como todos já sabemos, estamos em um processo de aprendizagem. Temos que ter paciência com o Rogério, que tem um grande futuro pela frente, mas necessita do nosso apoio, como temos feito sempre, tendo a maior média de público do país.

Que o time possa corresponder, em campo, o apoio dado por nós, e a nossa paciência, que não é o nosso forte, mas que aprimoramos, para ter uma linda e duradoura historia com o nosso eterno capitão e comandante tricolor.

 

Texto: Isis Oliveira. Foto: Igor Amorim/saopaulofc.net