Nos últimos dois jogos, ambos mata-mata, o São Paulo falhou por não mostrar coletividade, força de vontade, criação e  identidade. Fases decisivas e clássicos, há alguns anos assombram os elencos são-paulinos que passaram por essa tempestade.

Na última quinta-feira (13), nas oitavas de final da Copa do Brasil, o Tricolor Paulista perdeu por 2 a 0 para o Cruzeiro, dentro de casa, com a lei do ex exercendo mais uma vez o seu poder. No primeiro tempo houve domínio são-paulino, com grande posse de bola, mas assim que fomos surpreendidos com o primeiro gol, o rendimento caiu e o Cruzeiro abriu mais vantagem. No jogo de domingo (16), contra o Corinthians, pelo Campeonato Paulista, não foi diferente. O último passe para o gol não aparecia e poucas finalizações, enquanto o rival qcontra-atacava e mostrava o perigo.

Hoje acontece o jogo de volta da Copa do Brasil, em Belo Horizonte (MG), e o foco tem que ser 100% a reversão do placar, para não tirarmos férias no inicio da temporada 2017 e voltemos a jogar apenas em maio. Não basta ter só jogadas bem ensaiadas, o time que mais marcou gols não pode sumir e deixar os bons resultados do início da temporada se extinguir.

A vergonha não poderá existir, todos devem viver este como se fosse o último jogo de suas vidas. Sendo assim, temos um encontro marcado com o São Paulo Futebol Clube hoje, às 19h30, no Mineirão. Acredite, pois a fé de torcedor é algo inacreditável.

Relacionados para o jogo de hoje:

  • Goleiros: Denis e Renan Ribeiro
  • Laterais: Bruno, Edimar e Junior Tavares
  • Zagueiros: Rodrigo Caio, Lucão, Lugano e Maicon
  • Volantes: Jucilei, João Schmidt e Éder Militão
  • Meias: Cícero, Cueva, Wesley e Thomaz
  • Atacantes: Luiz Araújo, Gilberto, Marcinho, Morato, Léo Natel, Neilton e Lucas Pratto

 

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net