Alô, Nação!

Após empate contra o Botafogo-SP fora de casa, o Tricolor completou quatro jogos sem vencer. Desfalques, lesões e mau posicionamento são algumas das características dessa fase conturbada do sistema defensivo do São Paulo, e os números não mentem. São 22 gols marcados, que dá o título de melhor ataque do Paulista, contra 19 gols sofridos, o que deixa a equipe com a indesejável marca de pior defesa do campeonato.

Na partida de quarta-feira (22), o início foi bom, com a marcação alta, pressionando a saída de bola do adversário. O Tricolor abriu o placar com um gol do Gilberto, de cabeça, após cruzamento do Junior Tavares. Mas a pressão são-paulina não durou muito. Após o gol, o time tirou o pé e voltou com o futebol morno, apresentado nas últimas partidas, ainda assim, controlou a primeira etapa e saiu para o intervalo com a vantagem no placar.

O segundo tempo pareceu outro jogo, o time do interior cresceu dentro da partida. O São Paulo não conseguia puxar contra-ataque, muito menos criar jogadas na intermediária do adversário, as poucas chances do Tricolor foram somente com bola aérea. O domínio do Botafogo-SP fez efeito e o time chegou ao empate, logo aos 8 minutos. A partir daí, a equipe comandada por Ceni se perdeu dentro de campo, quase tomou a virada na metade da segunda etapa, e criou pouquíssimas chances de gol, mostrando apatia e pouco futebol até o final do jogo.

No domingo, o Tricolor enfrenta o Corinthians dentro do Morumbi, e precisa buscar a vitória diante do rival para ficar mais próximo da classificação no Paulista, porém, Rogério Ceni ainda não sabe com quem poderá contar para a partida. Maicon, Rodrigo Caio, Bruno e Cícero estão machucados, enquanto, Cueva, Pratto e Buffarini foram convocados para as seleções de seus respectivos países. Em compensação, a torcida são-paulina deve comparecer em grande número, mais uma vez. Segundo a página oficial do Tricolor, até o fim do dia de ontem (23), foram vendidos cerca de 36 mil ingressos.

Vamos São Paulo!