Alô, Nação!

Mais do que um excelente início de ano, o Tricolor vem surpreendendo e muito a todos nós torcedores. Após a conquista do título internacional, ainda no início de janeiro, o time comandado por Rogério Ceni vem fazendo um excelente trabalho e quebrando regras no Campeonato Paulista.

O começo de todas essas regras foi quando o São Paulo anunciou Ceni como técnico, a notícia dividiu a torcida do Tricolor e não foi muito bem vista pelos olhos dos especialistas do ramo futebolístico. Comentaristas, narradores, diretores, técnicos e, até mesmo, jogadores duvidaram do potencial e da habilidade do M1TO fora das quatro linhas. Claro que ainda é cedo para consagrar Rogério o técnico dos técnicos, mas o que ninguém esperava do ex-goleiro era a visibilidade e a entrega também fora de campo.

Sobre a partida de ontem, 3 a 1, com gols marcados por Cueva e Luiz Araújo, vale lembrar que ambos os jogadores eram estreantes na Vila Belmiro, e que o último triunfo Tricolor no estádio santista havia sido em 25 de outubro de 2009, quando o Tricolor paulista venceu por 4 a 3, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. De lá para cá foram 11 duelos entre as duas equipes na Vila, com quatro empates e sete vitórias do mandante.

O M1TO, que nunca havia treinado nenhum time, faz história, já que em menos de dois meses quebrou recordes e conseguiu dar uma nova cara ao elenco do Tricolor, que briga e sua a camisa por vitórias.

O São Paulo de Rogério Ceni mudou e continua mudando, o brilho no olhar em cada vitória, e em cada gol convertido, abrilhanta a confiança dos jogadores e também da torcida, que já começou o ano com quebra de recorde de público, 50.952 pessoas compareceram ao Morumbi contra a Ponte Preta na estréia do M1TO como técnico.

Que a força de vontade e as regras continuem sendo quebradas, esse é o São Paulo que queremos e que precisamos.