O São Paulo enfrentará nesta quarta-feira o Vitória às 19h30min no estádio do Morumbi pela oitava rodada do campeonato brasileiro 2016.

O que esperar para o confronto de hoje? Já que ainda amargamos a derrota sofrida no último sábado dentro do Morumbi contra o Atlético-PR, jogo em que o são Paulo foi melhor em campo mas os nossos erros fizeram com que, de virada, o Atlético saísse vitorioso.

Avisa ai que hoje tem        Tricolor (Foto: Rubens Chiri)

Hoje tem Tricolor!  (Foto: Rubens Chiri)

O São Paulo precisa de uma reação, não podemos jamais desperdiçar tantas chances de gol como acorreu no último jogo, estamos com 10 pontos e ocupamos a sétima colocação na tabela. O tricolor precisa ganhar hoje para estar mais próximo dos líderes.

O que se sabe até agora é que Edgardo Bauza terá a disposição os jogadores Rodrigo Caio e Ganso (que estavam servindo a seleção brasileira), Calleri (que viajou à Argentina e não esteve em campo no último jogo) e Michel bastos (recuperado de estiramento na coxa). Os atletas relacionados para a partida são os goleiros Denis e Renan Ribeiro; laterais Bruno, Auro, Matheus Reis e Mateus Caramelo; zagueiros Rodrigo Caio, Lugano, Maicon e Lucão; volantes: João Schmidt, Thiago Mendes e Artur; meias Paulo Henrique Ganso, Michel Bastos e Daniel; atacantes Calleri, Alan Kardec, Centurión, Ytalo, Rogério e Luiz Araújo.

Já os 11 que devem começar jogando são: Denis; Bruno, Maicon, Lugano e Matheus Reis; João Schmidt e Thiago Mendes; Auro, Ytalo e Centurión; Calleri.

Independente de quem entrar em campo, devemos ter foco na vitória, garra e vontade. O “chip” agora é do brasileirão, ainda acho que apesar das competições terem pesos diferentes, é necessário que se faça um bom futebol nas duas, estando bem no brasileirão o reflexo pode ser melhor na reta final da Taça Libertadores. Não dá para contar só com onze jogadores, precisamos de todos os atletas, pois imprevistos podem ocorrer e todos devem estar preparamos e se dedicando ao máximo para que o resultado positivo venha.

Vamos São Paulo!

Por: Débora Souza