Torcida Tricolor iniciamos o Campeonato Brasileiro de 2016 com uma vitória fora de casa! E como é bom iniciar uma semana embalados por um bom resultado. 
Sim, vitória magra com apenas um gol, mas extremamente importante para motivar a equipe em busca do resultado contra o Atlético na próxima quarta (18). E claro, importante também para motivar a molecada da base que fez sua parte em trazer os três pontos.
Créditos: reprodução lance.com.br
Com intuito de poupar os jogadores da equipe, Bauza escalou o time ontem com jogadores mais experientes como Renan, Kardec e Lugano, mas finalmente deu oportunidade aos meninos da base.
Dos 11 jogadores em campo 6 eram crias de Cotia: Banguelê, Lyanco, Lucão, Auro, Matheus Reis e o autor do gol que nos deu a vitória, Lucas Fernandes.
Foi uma ótima oportunidade para os moleques mostrarem porque foram promovidos ao elenco profissional.
Particularmente acredito que alguns desses jogadores deveriam ter sido melhor aproveitados durante o Campeonato Paulista contra times de menor expressão. O Brasileiro é mais longo e mais disputado, qualquer deslize é fatal mesmo nas primeiras rodadas. Mas em contrapartida, só se aprende colocando a mão na massa, ou nesse caso, colocando a bola no pé. É bom colocar os meninos para sentir o peso da camisa do São Paulo, tanto para que ganhem experiência e ritmo de jogo, quanto para que tenhamos opções para nos dedicarmos a mais de uma competição sem que isso impacte em alguma delas.
Dos 6 jogadores que entraram em campo ontem aposto muito em Auro, Lyanco e Lucas Fernandes. Auro é veloz e ágil, precisa aprimorar marcação, Lyanco que recentemente tem defendido a seleção sub-20 da Sérvia tem todo o potencial para se desenvolver e se tornar mais uma boa opção na zaga, quando ficar mais seguro terá muitas chances. Agora Lucas Fernades, que nos presenteou com a pintura de um gol de falta que não víamos desde o ano passado com o M1TO, é um dos que tem o futuro mais promissor. Foi elogiado e comparado com Paulo Henrique Ganso por Bauza. O moleque subiu para o elenco principal há pouco tempo, mas a convivência com os atletas profissionais só tem contribuído para seu desenvolvimento.
Esse primeiro jogo do campeonato está longe de ter sido um “jogão”, mas serviu para nos mostrar que temos opções na equipe para nos dedicarmos ao Brasileiro nesse início de campeonato e a Libertadores ao mesmo tempo. Além disso, nos mostra que o São Paulo está finalmente olhando para a base e aproveitando os talentos que surgem em Cotia. 
E em tempos de “vacas magras”talvez seja mais importante, mais estratégico e mais econômico promover e desenvolver a molecada da base, trabalhar a manutenção de jogadores emprestados caso de Maicon, Kelvin e Calleri, do que a contratar jogadores de fora do elenco.