Manu Jubilato é a bola da vez no dia de hoje no São Paulindas! Presença marcante no São Paulindas como seus textos inteligentes em diversas matérias realizadas pelo São Paulindas. Com sua simpatia e beleza encantou diversos torcedores e em 2009 foi eleita uma das torcedoras mais bonitas no concurso musa do brasileirão chegando na finalíssima! Fez parte do São Paulindas logo no início e no mês de aniversário do São Paulindas ela deixa seus parabéns na página! Acompanhe!
Que alegria escrever neste espaço tão amado de novo!
Manu eleita uma das torcedoras
mais bonitas no concurso Musa do
Brasileirão em 2009
Foram dezenas de posts que relatavam minha paixão pelo futebol, esta arte que arrebanha tanta gente, e comentava a atualidade do nosso São Paulo Futebol Clube.
Comecei a escrever para o São Paulindas a convite do Mauricio Renan depois de me candidatar ao concurso Musa do Brasileirão e ficar na segunda colocação pelo Tricolor Paulista no ano de 2009. Fiz a inscrição para outras duas edições, mas não fiquei entre as finalistas do nosso clube.
Apesar de não representar o São Paulo no concurso, conheci pessoas que estão na minha vida até hoje, compartilhando o sentimento de ser são paulino, a alegria de pisar no Morumbi e gritar pelo time do coração, sendo amizades para a vida toda.
Mesmo tantos anos depois da minha primeira coluna e após parar de escrever, sempre que vou ao Morumbi encontro alguém conhecido ou pessoas que nem me conhecem pessoalmente, mas lembram de mim do tempo do concurso ou de quando escrevia aqui.
Aniversário do São Paulindas no Copa
O tempo passou, perdi as contas de quantos jogos fui, e percebi que o torcedor não é só um indivíduo que acompanha seu time do coração; é algo além. É a voz que grita, é a perna que pula, é a mão que aplaude seu time, que o defende em discussões sem receber nada em troca.
Ser torcedor é algo que não tem explicação precisa na sua origem. Pode ser uma herança de família, um sentimento que nasceu na infância ou até uma identificação inicial por um jogador específico, mas no final nos alegramos ou nos frustramos com os resultados; nos decepcionamos várias vezes, é verdade, mas não deixamos de acompanhar e de torcer.
                Posso ter deixado de escrever, mas não deixei de torcer pelo time do meu coração, não deixei de expressar minha paixão por ser são paulina nas discussões sobre futebol; mostrando que lugar de mulher também é no estádio e que mulher também entende do esporte bretão.