A iniciativa de sortear e distribuir as jogadoras que treinam permanentemente na Seleção Brasileira de Futebol entre os clubes que disputam o Brasileirão Feminino deu tão certo em 2015 que a prática se repetiu nesta terça-feira (23), no Rio de Janeiro.

Sob o comando da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), o draft definiu o destino de 14 jogadoras que irão reforçar oito equipes classificadas para a segunda fase do Campeonato Brasileiro Feminino Caixa, que começa no dia 22 de março.

Equipes e seus reforços (Crédito: Divulgação)

Um sorteio inicial definiu a ordem de escolha das equipes. Na primeira rodada, os oito times escolhiam suas preferidas e na segunda, apenas seis times teriam direito a uma nova escolha (Rio Preto e São Franscico ficaram de fora). A ordem definida foi: Rio Preto (SP), Foz Cataratas (PR), São Francisco (BA), Ferroviária (SP), São José (SP), Flamengo (RJ), Iranduba (AM), Corinthians (SP).

A primeira jogadora a ser escolhida foi a goleira Luciana, que assim como no ano passado, volta a defender a equipe do Rio Preto em 2016. A goleira da seleção foi uma das principais responsáveis pelo título nacional conquistado pelo clube interiorano em 2015, defendendo um pênalti na semifinal do torneio.

Formiga, a craque incansável, ícone do futebol feminino, foi selecionada para defender o São Francisco, time baiano. Ao anunciar sua escolha, o representante do clube, Mario Augusto, afirmou: “Não é apenas a minha escolha, mas sim de toda a Bahia”. Ou seja, Formiga – que é baiana – jogará em casa. Em entrevista após o draft, a jogadora afirmou: “Fico muito feliz por jogar na Bahia, ao lado de familiares e amigos e em um clube como o São Francisco, que tem muitos títulos baianos”.

Repetindo também a escolha do ano passado, o Flamengo selecionou a jogadora experiente Maurine para compor o elenco, juntamente com a meio-campista Bia.
No Sul, após três anos, as jogadoras Bruna Benites (zagueira e capitã da seleção feminina) e Bárbara (goleira) voltam a defender o Foz Cataratas.

Emily Lima, treinadora do tradicional São José, reforçou sua lateral com Thaisa e o meio campo com Juliete. Já a Ferroviária, outra equipe tradicional do interior, optou por Camila (lateral) e Géssica (zagueira).

O Iranduba, time da Amazônia que é a sensação do torneio, reforçou seu sistema defensivo escolhendo as experientes Tayla (zagueira) e Rilany (lateral).

 Já o Corinthians, o único time de camisa de São Paulo e montado há poucos meses, escolheu a goleira Letícia e a atacante Rafaela Travalão. Se o clube já tinha um ataque fortíssimo, ficou ainda mais potente com a chegada de Rafinha, escolhida pelo treinador Arthur Elias.

Veja como ficaram as equipes:

Rio Preto – Luciana (goleira)

Foz Cataratas – Bruna Benites (zagueira), Bárbara (goleira)

São Francisco/BA – Formiga (meio campo)

Ferroviária – Camila (lateral), Géssica (zagueira)

São José – Thaisa (lateral), Juliete (meio campo)

Flamengo – Maurine (meio campo), Bia (meio campo)

Iranduba/AM – Tayla (zagueira), Rilany (lateral)

Corinthians/Audax – Letícia (goleira), Rafaela Travalão (atacante)

Os jogos que iniciam a segunda fase do Campeonato Brasileirão são:

Terça-feira – 22/3
16h30

Rio Preto x Ferroviária (Transmissão Web Enterplay)

Quarta-feira – 23/3
17h

São José x Flamengo (SporTV, TV Brasil)

São Francisco x Foz Cataratas

18h

Iranduba x Corinthians

Créditos fotográficos: Cintia Barlem/Globoesporte.com 


Sigam no twitter: @spfc1935 e @robertanina