Claro que não estou ficando louca. O Morumbi é nossa casa e sempre vai ser. É o estádio mais bonito do mundo, e isso ninguém pode negar. Mas demonizar os jogos do clube, no Pacaembu não é de todo certo.

No próximo sábado (06/02), o São Paulo mandará seu primeiro jogo da temporada em casa, ou melhor, no Pacaembu. E teremos, dia 10 de fevereiro, o jogo de volta da pré-libertadores, no mesmo estádio. Por isso, lhe dou 5 bons motivos para concordar e apoiar, muito, os jogos do tricolor no municipal.

1 – Era para ser a nossa casa

Segundo o jornal A Noite, datado em 24 de maio de 1940, o Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho era para ser nosso, só não foi porque os palestrinos entraram com um recurso pedindo que o campo fosse de livre uso para todos os clubes paulistas.

2 – É o nosso presidente

Paulo Machado de Carvalho, digníssimo senhor que cede o nome ao estádio, foi presidente do São Paulo FC entre 1946 e 1947, além de vice-presidente no ano de 1934, 1955 e 1956 e diretor de futebol. Paulo consagrou-se no clube por pagar torcedores para vaiar a equipe quando jogavam mal no primeiro tempo, e depois mostrar aos jogadores para que eles tivessem uma “reação heroica”.

3 – Estreou o Leônidas

O primeiro jogo de Leônidas da Silva, pelo São Paulo FC, aconteceu no dia 24/05/1942, no próprio Pacaembu. Saímos de lá com um empate contra o Corinthians (3 para cada lado).

4 – Casa da nossa maior goleada

O lugar que mais proporcionou gols ao São Paulo, em uma única partida, foi o Pacaembu, em julho de 1945, contra o Jabaquara. O placar ficou em 12 a 1, para nós e sagra-se até hoje como a maior goleada do estádio!

5 – Já levantamos 6 canecos lá

Fomos campeões paulistas 6 vezes, no Pacaembu:
1943: São Paulo 0 x 0 Palemiras
1945: São Paulo 3 x 2 Ypiranga
1946: São Paulo 1 x 0 Palmeiras
1948: São Paulo 4 x 0 Nacional
1949: São Paulo 3 x 1 Santos
1957: São Paulo 3 x 1 Corinthians

Por: Ana Claudia Marioto
@aclaudiamarioto
@spfc1935