A junção da situação financeira que o São Paulo enfrenta em meio a crise econômica do país
torna a contratação de reforços uma tarefa muito mais árdua. Estamos no início
da temporada prestes a iniciar a preparação com o novo técnico Edgardo Bauza para
a Pré-Libertadores e Campeonato Paulista, mas até o momento reforços só temos mesmo
é na especulação.
A
expectativa maior, claro, é sobre o retorno do zagueiro Diego Lugano. O técnico
argentino deu o aval para a volta do ídolo uruguaio ao time e também revelou
que gostaria de contar com o volante Néstor Ortigoza e com o lateral direito
Julio Buffarini, ambos do San Lorenzo.
Lugano se reapresentou hoje ao Cerro Porteño e uma resolução sobre sua volta deve ser anunciado até quarta-feira. Buffarini
acabou de renovar com o San Lorenzo e Ortigoza até demonstrou certa euforia com
a oportunidade em atuar pelo Tricolor. Na atual situação o clube não pode
fazer grandes investimentos e isso complica muito a negociação com esses
jogadores.
Por
conta disso uma alternativa paliativa ao clube é o retorno de jogadores emprestados. 
Temos 13 nessa situação:
Luis
Ricardo (Lateral Direito, Botafogo)
Matheus
Caramelo (Lateral Direito, Chapecoense)
Lucas
Farias (Lateral Direito, Náutico)
Thiago
Carleto (Lateral Esquerdo, Botafogo)
Henrique
Miranda (Lateral Esquerdo, Oeste)
Bruno
Cortez (Lateral Esquerdo, Albirex Niigata-JAP)
João
Felipe (Zagueiro, Fluminense)
Luiz
Eduardo (Zagueiro, Juventude)
Wellington
(Volante, Internacional)
Maicon
(Meia, Grêmio)
Roni
(Meia-atacante, Paysandu)
Ademilson
(Atacante, Yokohama Marinos-JAP)
Ewandro
(Atacante, Atlético-PR)
Dessa
lista, 8 nomes foram publicados no Boletim Informativo Diário (BID) na última sexta-feira.
Voltam à equipe Luis Ricardo, Lucas Farias, Mateus Caramelo, Wellington, Roni,
Carleto e Henrique Miranda. Maicon ainda tem contrato com o clube, porém o
Grêmio já oficializou a compra dos direitos do jogador.
Aparentemente
a diretoria do clube já definiu o futuro do volante Wellington, suspenso pelo
STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por doping até Abril deste ano.
A decisão do clube deve ser comunicada ao jogador antes da apresentação do
elenco nos próximo dia 6. Sua permanência no clube não está garantida.

duas possíveis alternativas para esses jogadores: alguns podem de fato ser
reintegrados à equipe, principalmente os que começaram na base e tiveram poucas
chances na equipe titular (Lucas Farias, João Felipe e Ewandro). Alguns podem
ajudar o clube a fazer caixa com sua venda.

tivemos experiências similares em janelas passadas onde a venda ou troca bem
sucedidas de jogadores nos ajudou a trazer bons reforços à equipe, mesmo que
não fossem grandes estrelas.
O
momento é delicado, pois além da falta de caixa o clube teve baixas de
jogadores importantes no ano passado que precisam ser repostas para que
tenhamos um time forte, unido e focado na conquista de títulos nessa temporada de
2016.

  Por: Andréia Silva