Com o Fabuloso no Morumbi

Esta é só uma coluna de despedida.

Em 2011, ouvi do escritório do trabalho o tamanho da festa para seu retorno. Foi indescritível!

Eu queria que ele voltasse, e não queria que ele fosse embora. Sério.

Vibrei todas as vezes que foi escalado, curti cada um dos seus gols.

Sua presença em campo, sempre foi marcante até mesmo quando não estava bem.
E chegou a hora da despedida. Poxa.

Não posso dizer que perdemos um grande jogador, porque sou realista e a fase não é das melhores. Mas posso dizer que perdemos um personagem.

Fabuloso impõem respeito, tem faro de gol e movimenta o ataque.

Porém gosto de destacar sua face caricata, debochada… a cara das ruas rs.

Sou da época do futebol provocativo dos anos 90 e atualmente só LF faz algo do gênero. 

Na boa, enche o saco essa (rodinha ajoelhada com os dedinhos pra cima) maneira padrão estabelecida.

Luis Fabiano se despede hoje do Morumbi, como terceiro maior artilheiro do São Paulo, ao lado de Rogério Ceni.

Espero ainda vê-lo brilhar antes de pendurar as chuteiras.

Por Roberta Santana

Siga-nos

@spfc1935
@rob_santana