Há quem diga que para os times europeus, levantar uma taça da Champions tem mais valor do que ser campeão mundial. Este ano, a disputa pelo mais importante título da Europa contará com nosso ex-lateral direito Douglas, o esquenta-banco mais habilidoso do Barcelona. Embora esteja longe de conquistar a titularidade no time catalão, Douglas representará o Tricolor no confronto contra a tetracampeã do Scudetto, a Juventus, no próximo sábado. Além dele, desde o início dos anos 2000, 11 jogadores que já passaram pelo Tricolor disputaram a final da Champions League com a camisa de diversos times europeus. De quantos deles você lembra?
Na temporada europeia de 2000-01, o ex-lateral esquerdo Fábio Aurélio, que tinha acabado de se transferir do São Paulo para o Valencia, ajudou o time comandado por Rafa Benítez a conquistar o primeiro título do campeonato espanhol em 31 anos de história do clube. Além disso, Fábio foi à final da Liga dos Campeões defender Los Che em uma disputa contra o Bayern. O time bávaro saiu vitorioso nos pênaltis e levou o título europeu da temporada.

O time que tomou o posto de campeão da Europa do Bayern foi o poderoso Real Madrid de Zidane, Raúl e Figo. Os galáticos enfrentaram o Bayer Leverkusen na final da Champions e venceram por 2 x 1. Entre os jogadores do time alemão, estava o zagueiro Lúcio, que marcou o único gol do Leverkusen no confronto. Lúcio vestiu a camisa tricolor muito tempo depois desta final, em 2013. Antes de chegar ao nosso clube, ele ainda teve mais uma chance de conquistar um título europeu com a Internazionale… e conseguiu! O time de Milão bateu o Bayern por 2 x 0 e conquistou o troféu da Champions League da temporada de 2009-10.
Em 2003, um ex-lateral tricolor ajudou o Milan a ser o campeão europeu da temporada: Serginho. Em um título histórico no qual os rossoneri bateram a rival Internazionale na semifinal e a Juventus na final, o lateral-esquerdo jogou ao lado de grandes nomes, como Nesta, Seedorf, Shevchenko, Pirlo, Maldini, Gattuso e Inzaghi, e se destacou por ter sido responsável por um dos gols na cobrança de pênaltis que decidiu o título. 
Na temporada seguinte, foi a vez do Porto ser campeão europeu pela segunda vez. Comandado por José Mourinho, o time português derrotou o Monaco por 3 x 0, sendo Carlos Alberto o autor de um dos gols. Depois de mostrar seu talento no time dos dragões, o meia-atacante ainda passou pelo Corinthians, voltou ao Fluminense, que foi o clube que o revelou, e pelo Werder Bremen, antes de chegar ao São Paulo em um empréstimo no ano de 2008. 
O Milan voltou a disputar a final da Champions da temporada de 2004-05, contra o Liverpool. O confronto contou com 3 ex-jogadores do São Paulo: Serginho, novamente, Kaká e Cafu. O time rubro-negro vencia por 3 x 0, mas deixou o time inglês empatar e levar a disputa para as penalidades máximas. O aposentado Gerrard foi o destaque do jogo e deu ao Liverpool o título europeu de 2005. No fim desse mesmo ano, o gol do Mineiro no Japão e a bola do Gerrard que o M1TO defendeu vingaram a humilhação que nossos ex-jogadores passaram contra o Liverpool. Que ano!
A final da Liga dos Campeões da temporada de 2005-06 foi entre Barcelona e Arsenal, e dois ex-tricolores estavam lá para defender o time da Catalunha: Juliano Belletti e Edmilson. O jogo seguia empatado por 1 x 1 até os 36 minutos do segundo tempo, quando Belletti fez uma tabela com Larsson e marcou o gol da vitória dos culés em cima dos gunners por 2 x 1.
Milan e Liverpool voltaram a se enfrentar na final do campeonato europeu da temporada de 2006-07, porém, dessa vez, o trio tricolor composto por Kaká, Serginho e Cafu saiu glorioso. O jogo foi considerado uma revanche pelo título perdido em 2005, e, com dois gols de Pippo Inzaghi, os rossoneri voltaram a conquistar a Europa. 
Belletti voltou a disputar uma final da Champions em 2008, só que dessa vez pelo Chelsea e sem vitória. Em um clássico contra o Manchester United de Cristiano Ronaldo, Tévez e Rooney, os blues foram derrotados na disputa de pênaltis (um perdido por Anelka e outro por Terry). Pelo menos, Juliano fez sua parte e cobrou o pênalti com precisão, mandando a bola pro fundo da rede.
Poucas pessoas sabem, mas o atual zagueiro da seleção brasileira e do Paris Saint-Germain, David Luiz, iniciou sua carreira no São Paulo. Antes de ser profissionalizado e defender o Vitória, ele foi jogador da base do Tricolor, sendo revelado pelo nosso clube. David Luiz disputou a final da Liga dos Campeões de 2012 pelo Chelsea, derrotando o Bayern de Lahm, Robben, Kroos, Müller e Ribéry para dar vexame contra o Corinthians no Mundial de Clubes. Vergonha. 
Na última temporada da Champions League (2013-14), o Real Madrid saiu vitorioso pela décima vez. Em um confronto madrilenho, o Atlético de Madrid estava com a mão na taça até os 3 dos 5 minutos de acréscimo do segundo tempo, quando o zagueiro merengue Sérgio Ramos empatou o jogo e levou a partida para a prorrogação (onde o Real se consagrou campeão por 4 x 1). O zagueiro Miranda esteve em campo durante toda a partida defendendo a equipe colchonera, e do outro lado, no banco de reservas, estava o recém-saído do Tricolor: Casemiro.  
E aí, tricolor? Vamos ter mais um ex-sãopaulino conquistando a Europa no sábado? Ou você aposta no título da Juventus? E qual jogador do elenco atual do São Paulo você acha que tem potencial para disputar uma futura final de Champions por um dos grandes europeus? Conta aqui para mim!
Fontes consultadas: Wikipédia e UOL Esporte.
Siga no Twitter: @nathaliaperez e @SPFC1935