Depois de ficar 15 anos sem investir em um time feminino, o São Paulo fez uma avaliação de atletas em março e, em abril, já estava com um elenco formado e preparado para disputar o Campeonato Paulista de Futebol Feminino. Porém, engana-se quem pensa que o time está vulnerável pois está em fase de entrosamento. No total de 5 jogos disputados, as Meninas do Tricolor golearam logo na primeira partida, bateram as atuais campeãs mundiais e, ontem (10), saíram no empate com as Sereias da Vila, conferindo-nos, assim, um ótimo retorno da modalidade até o momento. 
Time feminino do Tricolor, campeão do Paulistão de 1997
Pela 5ª rodada do Paulistão, nossas atletas desceram a Serra do Mar e foram enfrentar um time que tem uma tradição sólida e vitoriosa se tratando de futebol para meninas. O Santos investe no time feminino desde 1997, ano no qual foram bicampeões do Campeonato Paulista de Futebol Feminino, perdendo o título para nós.  O São Paulo fundou seu time formado por mulheres no fim da década de 90, e a aposta foi bem sucedida até o ano de 2000, quando o clube decidiu encerrar a atividade feminina. Paralelamente, o Santos continuou investindo em suas atletas até 2012, e levantou, ao longo destes 15 anos, taças estaduais, nacionais e até internacionais. 
Devido à crise financeira, o clube alvinegro decidiu extinguir o time feminino três anos atrás. No entanto, este ano, com o “impulso” da Presidente Dilma em relação ao investimento e à visibilidade ao futebol feminino (leia mais sobre o assunto aqui), o Santos e o São Paulo resolveram retomar as atividades e apostar em um novo projeto, semelhante ao do fim da década de 90, envolvendo as meninas. Por enquanto, ambas as equipes seguem sem perder no Campeonato Paulista e mostram o êxito dos técnicos Marcelo Frigerio (São Paulo) e Caio Couto (Santos).
A equipe de arbitragem e as capitãs alvinegra e tricolor posam  para a foto
antes do clássico de ontem
O jogo de ontem foi bem equilibrado e fiel ao resultado final (1×1), e evidenciou a eficiência horizontal dos times. Tanto as Meninas do Tricolor, quanto as Sereias da Vila criaram boas chances de gol durante os 90 e poucos minutos e fizeram uma partida bastante movimentada e faltosa. O primeiro gol do jogo surgiu de um belíssimo chute de fora da área, quando Sole, a camisa 10 do Tricolor, mandou a bola para o fundo da rede e deixou o time visitante na frente no placar. As meninas do Santos, depois de colocarem uma bola na trave, empataram o jogo faltando 7 minutos pro fim da partida, com um gol feito por Luize. 
Sole comemorando seu gol na partida de ontem com suas companheiras
A meia-atacante do São Paulo, autora do nosso único gol, foi o destaque da partida, porque além de marcar um golaço, parecia que havia roubado toda a raça que faltou na maioria dos jogos do time masculino desta temporada para ela e para sua companheira de time, a lateral-direita Dantas. Ambas armavam ótimas jogadas e chegavam com tudo para desarmar as meninas do time adversário (com tudo mesmo, porque o tanto de falta que a Sole fez, não é brincadeira, não). Isso, claro, não desmerecendo (nem um pouco) o resto do elenco tricolor, que, no jogo de ontem, mostrou-se muito mais “equipe” do que o time da casa. 

Com este empate, o São Paulo dorme na liderança do Grupo 2 do campeonato e ambos os times seguem invictos para a 6ª rodada do Paulistão. O próximo jogo da nossa equipe feminina será às 15 horas do próximo domingo (17), contra o time do Taubaté, no Centro de Treinamento Vila Porto, em Barueri. Se puderem, prestigiem nossas atletas. As Meninas do Tricolor dão um show em campo, são muito boas defensivamente e tem um meio de campo bem estruturado e forte. Confesso que fiquei impressionada com a qualidade técnica das meninas, e que, depois de assistir a partida de ontem, não duvido nem um pouco que elas nos trarão títulos importantes e farão com que esse novo projeto de futebol feminino se torne algo muito maior. Avante, meu Tricolor!

Fontes consultadas: Site oficial do São Paulo Futebol Clube, site oficial da Federação Paulista de Futebol e SPFCPédia
Créditos fotográficos: Rinaldo de Lira/BlogdoLira

Sigam no Twitter@nathaliaperez e @SPFC1935