Quando o assunto é o amor pelo futebol e a paixão pelo São Paulo FC, sabemos que o torcedor quer provar isso para o mundo! As histórias e as loucuras são diversas, engraçadas e realmente mostram que o verdadeiro amor é capaz de tudo. E por que não, ser eternizado na pele. Pois é! Tatuar é uma maneira que as pessoas encontram de homenagear e mostrar ainda mais o amor, fanatismo a alguém ou a alguma coisa.

 Foto: Carol Sbrici

Não é muito difícil encontrar alguém que tenha tatuagem em homenagem ao São Paulo FC, mas quando encontramos, sabemos das diversas situações passadas pelos tatuados. Abordados com as mesmas frases constantemente: “Nossa, você é louco(a)!” “Tudo isso pelo futebol?” a que merecer ser ignorada “E se um dia você mudar de time?”.

Entrevistei alguns são paulinos que tem esse amor estampado na pele. Confira.

 Isabela Araújo declarou seu infinito amor
ao São Paulo FC.

A são paulina Isabela Araújo, de 22 anos, mora em Campinas-SP e contou para nós que sua primeira tatuagem foi feita no ano passado e claro que teria que ser do seu clube do coração. Ela disse que não se arrepende nenhum pouco e inclusive toda vez que olha para a tatuagem abre um sorriso.

“O tatuador era corintiano, e em meio as “discussões” sobre futebol, ele disse que eu era louca por fazer uma tatuagem do SPFC com ele e teimar que o São Paulo FC era o maior do Brasil (risos)” concluiu Isabela.

Adna Andrade tatuou  parte do hino tricolor.

Diferente de Isabela, Adna Andrade, que mora na capital, nos contou que para realizar a tatuagem em homenagem ao São Paulo FC  foi atrás de um tatuador são paulino. “Eu fiz questão de fazer com um tatuador são paulino e ele fez questão de me tatuar também”.

 Adna completou “Decidi tatuar uma parte do hino “Dentre os grandes és o primeiro”.  Não pensei muito e assim, homenagem escolhida, bora tatuar!!! (risos)”

Apesar de ser uma paixão em comum, o gosto pela tatuagem é muito pessoal, além da escolha para ser realizada. Há quem opte por algo mais delicado e menor e outros por tamanhos grandes e bem coloridos. Aliás, a paixão deve ser expressada como cada individuo se sente melhor.

César Augusto exibe as duas  tatuagens
em homenagem ao SPFC. 

Existem os mais ousados que se aventuram e possuem mais de uma tatuagem. César Augusto, de 31 anos, é um deles. Fez duas tatuagens em homenagem ao tricolor, uma em 2004 e outra em 2012 e declarou que sempre pensou em tatuar símbolos do São Paulo FC e não mediu palavras ao expressão o seu amor pelo futebol e pelo tricolor “Preto, Branco e Vermelho, PARA SEMPRE TE AMAR!”.

Em novembro de 2011 o paulista Lucas Scarabotto, também resolveu tatuar o escudo no lado esquerdo do peito.  “Muitas alegrias e tristezas, mas jamais querer abandona-lo, então foi com esse pensamento que decidi fazer a minha tatuagem” contou para nós.

Ser tatuado, gostar de tatuagens ou não. Tatuagem é uma arte. Para esses torcedores, estampar o tricolor na pele é estampar a arte que o futebol tricolor nos proporciona.

Lucas Scarabotto eternizou o escudo tricolor. 

A paixão por um clube é expressada pelo torcedor como melhor se identifica. Somos todos torcedores, somos todos loucos, fanáticos torcedores. Somos uma nação que veste VERMELHO, BRANCO E PRETO com orgulho, na camisa, na alma e no corpo.

Agradecimentos: Isabela Araújo, Rafael Souto, David Fugazza, Adna Andrade, César Augusto, Lucas Scarabotto.

Por Carolina Sbrici
@carolisbrici