O atual técnico do São Paulo Futebol Clube, Muricy
Ramalho, tem um histórico no time tricolor dos melhores possíveis. Ídolo da
torcida, Muricy voltou a comandar o São Paulo no final de 2013, quando o time
estava quase na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, conseguindo
deixa-lo em uma boa posição.
O
jogador
Na categoria de base do São Paulo, Muricy começou sua
carreira de jogador de futebol, jogava como meia-direita, com boa chegada à
área. Defendeu o tricolor de 1973 a 1979, sendo campão Paulista e Brasileiro.
O
auxiliar
Muricy participou da Comissão Técnica vencedora dos anos
90, como auxiliar do consagrado técnico Telê Santana, dirigindo o time são
paulino que era mais conhecido como expressinho, que era a equipe de
aspirantes. Telê começou a ter alguns problemas de saúde, portanto, no ano
seguinte, Muricy assumiu como técnico do tricolor, dirigindo o time em 108
jogos.
Técnico
Vencedor
Pela segunda vez no São Paulo, Muricy foi vice-campeão da
América em 2006 e Campeão Brasileiro em 2006, 2007, 2008. Deixando o comando do
tricolor em junho de 2009, após uma eliminação da libertadores.
O
recomeço
Em 2013, o time do São Paulo, começou a temporada como um
dos favoritos, mas não foi concretizado dentro de campo. Com Ney Franco como
técnico, e após a transferência milionária de Lucas para o campeonato Europeu,
o time parecia não reagir.
Além da ausência de um dos principais jogadores da
equipe, o técnico não fazia um bom trabalho, não definindo uma equipe titular
nos jogos. Com Ganso e Jadson no meio de campo, os dois tiveram poucas
oportunidades de atuarem juntos.
O técnico então começou a ter problemas com o capitão e
ídolo Rogério Ceni, discutiu com o zagueiro Lucio recém-contratado, e assim foi
perdendo a confiança da torcida, e desfazendo o grupo de jogadores.
Após a pausa para a Copa das Confederações, o técnico Ney
Franco caiu, e então veio Paulo Autuori, e a crise tricolor só aumentou. Com 14
jogos sem vencer, o São Paulo fez uma excursão para a Europa e Ásia, vencendo
apenas a equipe do Benfica.
Retornando ao Brasil, no final do primeiro turno do
Campeonato Brasileiro, foi obrigado a cumprir uma maratona de jogos, a crise
então continuou e o técnico Paulo Autuori logo foi demitido.
Muricy então pela terceira vez, assumia o comando do
tricolor, e o começo foi animador, com o time na zona de rebaixamento do
Campeonato Brasileiro, embalou com três vitórias seguidas.
Mas a alegria do torcedor durou pouco, e a fase ruim
continuou após a goleada sofrida diante do Santos. Muricy então fechou a
casinha, e conquistou sete dos nove pontos possíveis.
O técnico deixou o time mais forte ofensivamente, visando
apenas a recuperação no campeonato, e o não rebaixamento, o técnico fixou uma
forma de jogar com os clássicos três zagueiros.
Com o futebol de Ganso crescendo, e o fantasma do
rebaixamento ficando para trás, deixou o time com mais confiança.
Com essa conquista de permanecer na série A do Campeonato
Brasileiro, fez com que a torcida idolatrasse ainda mais o técnico.
À
volta por cima
Em 2014, o técnico está dando o que falar após
eliminações no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil, o time tricolor está
embalado no Campeonato Brasileiro, bem diferente do ano passado.
Com a chegada de Pato e Kaká e Alan Kardec, Muricy
arrumou o time, deixando-o na zona para a libertadores e disputando o titulo
com o atual campeão e líder Cruzeiro.

Já está mais que comprovado que Muricy Ramalho é a cara
do São Paulo Futebol Clube.

Por: Bianca Lamattina
@spfc1935 @bialamattina