O assunto da vez é esse: quem será a nova marca fornecedora de material esportivo do São Paulo Futebol Clube? Após um período conturbado de contrato com a Penalty (que vence no final deste ano), o clube se prepara para assinar um novo contrato ou permanecer com o atual. Tudo é especulação, mas o que se ouve por aí é que a Penalty já tem adiantado o projeto das camisas que o São Paulo usará na próxima temporada. Os modelos estão sendo planejados desde o primeiro semestre. A intenção da marca administrada pelo Grupo Cambuci é apagar a má impressão deixada junto à torcida neste ano, quando os novos uniformes foram lançados apenas no fim de março, e colocar os produtos no mercado mais cedo.

Fizemos um breve resumo de cada marca para que você possa conhecê-las melhor. Além da Penalty e das conhecidas adidas e Puma, uma marca norte-americana aparece como opção. Trata-se da Under Armor, empresa jovem no mercado e que está querendo entrar de vez no Brasil. Veja abaixo o perfil de cada empresa e escolha sua favorita:

Penalty 

O Grupo Cambuci é uma multinacional 100% brasileira que começou sua história em 1945, com a Malharia Cambuci S/A. Em 1970, o Grupo criou a Penalty, uma nova marca de produtos para a prática de futebol. Em seguida, fechou seu primeiro grande contrato com o São Paulo Futebol Clube. A internacionalização da Penalty aconteceu ao final dos anos 70, quando a marca iniciou parceria com a Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS), que acabava de nascer.

Além do São Paulo FC, a Penalty patrocina outros times brasileiros como o Ceará, Figueirense e Santa Cruz. A marca também patrocina o meia Alex que defende o Coritiba FC.

Puma

Marca alemã, fundada em 1948, a PUMA nasceu de uma briga entre irmãos e literalmente brotou da costela da Adidas. A marca une elegantemente moda, tecnologia e influências do esporte como poucas. Essa evolução pode ser notada nos calçados, bolsas e roupas dos modernos que passaram a usar mais os produtos da marca esportiva tornando-se um ícone e objeto de desejo no mundo fashion. Suas “coleções” são atreladas a movimentos culturais, à voz das ruas, a ondas como o hip-hop e o funk. A marca do felino é admirada por adultos, crianças e idolatrada por adolescentes moderninhos. A marca está presente em mais de 120 países produzindo acessórios esportivos, relógios, roupas e perfumes. Entre as seleções patrocinadas pela Puma estão: Itália, Chile, Suíça, Camarões, Costa do Marfim, Gana, Holanda e Uruguai – nossa Celeste!

Tão veloz quanto um raio, Usain Bolt veste Puma

A Puma não vive só de futebol, também já patrocinou/patrocina outras modalidades esportivas como tênis, F-1, golfe, vela. No atletismo, colhe bons frutos ao ceder sua marca ao velocista Usain Bolt.

adidas

A marca alemã sempre primou pela busca da excelência em seus produtos, não medindo esforços e investimentos em pesquisas e estudos que resultassem em tecnologias inovadoras capaz de auxiliar o atleta, da melhor forma possível, durante a prática esportiva. O futebol foi o esporte que impulsionou a adidas rumo ao sucesso e reconhecimento mundial. A estratégia de marketing da marca adidas é muito dependente do patrocínio de grandes eventos esportivos como os Jogos Olímpicos, Copa do Mundo de Futebol, federações esportivas e atletas individuais. A empresa alemã gasta milhões em marketing, a maior parte disso em patrocínio, mas também em publicidade e outros tipos de comunicação. Nomes como Muhammad Ali, Franz Beckenbauer e Zinedine Zidane tornaram-se lendas das três listras, contribuindo para que a marca se tornasse o que é hoje.

Brasileiros patrocinados pela adidas

Atualmente a empresa fornece os uniformes das principais seleções do mundo, como Alemanha, Argentina, China, México, Grécia, Japão, Paraguai, Colômbia, Nigéria, Dinamarca, África do Sul, Escócia e Espanha, além de distribuir boa parte dos vestuários dos árbitros, chuteiras e bolas. Ainda no futebol, a empresa patrocina a FIFA e fornece material para grandes clubes do futebol mundial como Milan, Real Madrid, Bayern de Munique, Chelsea, Liverpool, Bayer Leverkusen, Schalke 04, Benfica, Ajax, Anderlecht, Olympique Marseille, Fluminense, Palmeiras, River Plate, Fenerbahçe, Besiktas, Galatasaray, Panathinaikos e Dínamo Kiev. Também possui uma constelação de craques patrocinados como os ingleses Frank Lampard e Steven Gerrard; os alemães Bastian Schweinsteiger, Lukas Podolski e Mats Hummels; os espanhóis David Villa, Xavi, Iker Casillas e Xabi Alonso; o português Nani; o italiano Alessandro Del Piero; os brasileiros Kaká, Luis Fabiano, Fred, Daniel Alves e Oscar; os uruguaios Diego Lugano e Diego Forlán; o goleiro Petr Čech; os argentinos Lionel Messi e Juan Román Riquelme; os holandeses Robin Van Persie e Arjen Robben; os franceses Djibril Cissé, Karim Benzema e Zindedine Zidane (mesmo aposentado), entre outros

Under Armor

Em 1996, Kevin Plank, ex- aluno de 23 anos da Universidade de Maryland, capitão da equipe de futebol americano estava inconformado com as roupas que usava embaixo do uniforme do time. Queria algo que lhe deixasse menos desgastado fisicamente. A partir dali, nasceu a empresa que sempre apostou em roupas para atletas.

Under Armor: a novidade!

Lançada este ano no Brasil, a marca norte-americana pretende entrar no futebol do país, mas não há convicção de que o processo aconteça já em 2015. A UA tem como grande visão ser uma das três principais marcas esportivas do Brasil em cinco anos. Por uma decisão estratégica, focaram em outros setores no ano de lançamento no país mas eles sabem que é necessário investir e fazer parte do futebol para alcançar seus objetivos. A chegada da Under Armour deve gerar uma boa disputa pela camisa de alguns clubes, como o São Paulo e o Grêmio, cujos contratos vencem no final deste ano. Apostar em times populares é estratégia recente da marca, usada em suas entradas na Inglaterra (patrocínio ao Tottenham), no México (Toluca) e no Chile (Colo-Colo).

Confira vídeo feito pela Under Armor com Gisele Bündchen:

Créditos fotográficos: Penalty/Facebook, Puma/Facebook, adidas/Facebook, Under Armor/Facebook

Fontes utilizadas: Lancenet, Blog do Erich Beting, Mundo das Marcas

Sigam no twitter: @robertanina e @spfc1935