Alê Brandão, torcedora aficionada!

Alessandra Brandão tem 24 anos e é uma fanática por futebol e pelo seu time do
coração. Mas, o curioso é que essa garota não torce por nenhum time de São
Paulo, nem do Sul, nem de Minas e nem do Brasil! A Alê é uma aficionada por um
dos maiores times do mundo, trata-se do clube espanhol Real Madrid.
Sua paixão pelo Real nasceu por volta de 2002, quando começou a
acompanhar os jogos do time pela TV e se encantou ao ver Figo, Zidane, Raul e
Beckham em campo. Como não se apaixonar? O que Alê não esperava é que dessa
paixão que surgiu pela TV pudesse nascer algo muito maior e empreendedor.

Seu sonho ganhou forma em 2011 quando foi estudar por 45 dias na
França e em um final de semana, foi conhecer o clube do coração e assistir a um
jogo entre Real Madrid x Real Sociedad. A garota se esforçou para realizar seu objetivo,
trabalhou como vendedora em uma loja no shopping na época de final de ano e
levantou sua graninha. Pagou cerca de 180 euros (equivalente hoje a R$ 545,00) no ingresso e gastou mais 400 euros (cerca de R$ 1.212,00) na loja oficial do clube. “Eu
chorei a vida dentro do estádio e tirei foto de absolutamente cada metro
quadrado do museu”, disse a torcedora. O jogo foi 4×1 pro Real, com gols dois
gols de Kaká, Cristiano Ronaldo e Adebayor. Além disso, foi num jogo que o CR7
recebeu a bola de espalda (costas).
Unidos por el Real Madrid
Quando esteve no museu do Real Madrid, Alê observou uma parede grande,
com informações sobre as “peñas” (nomenclatura das associações de
torcedores) que existem no mundo e percebeu que não havia um representante do
Real Madrid no Brasil. “Na hora já acendeu uma luzinha! No entanto, na época,
eu ainda estava na faculdade, fazendo estágio e eu ia precisar de muito tempo e
técnica pra fazer deslanchar”, contou. Em 2013, a torcedora ingressou em uma
pós de Marketing Esportivo e, com seis meses de faculdade, decidiu que não só
ia criar uma reunião de fãs do Real Madrid, mas também um programa de sócio-torcedor
com vantagens para eles.
A Unidos por el Real Madrid se
tornou realidade neste ano e sua missão é unir torcedores madridistas para
torcer pelo clube espanhol e viver a essência de Madrid aqui no Brasil. Os
interessados podem se tornar sócio ao acessar o site www.unidosrealmadrid.com.br, ler as
informações e pagar uma taxa de adesão (R$ 30,00) e anuidade (R$ 70,00). A peña
conta com uma sede que é no bar espanhol Seu Beraldo Botequim, localizado em
Moema, onde os associados se reúnem para assistir aos jogos e ganham 10% de
desconto no cardápio. Além disso, os adeptos contam com descontos e vantagens
em uma escola de espanhol, um restaurante e uma livraria espanhola. Dessa
forma, o sócio estuda o idioma do clube, come a comida local e tem seu próprio
Santiago Bernabéu!

Como a iniciativa é recente, essas são apenas as primeiras vantagens que
o grupo oferece. “São parceiros que nos deram ‘chão’ para começar a operar. Agora,
pós-copa, queremos aumentar a gama, com uma academia, marca esportiva, lojas,
etc…”, conta Alessandra. Mesmo com pouco tempo em operação e fidelização de
sócios, a Unidos por el Real Madrid
conta com cerca de 80 associados, sendo 25 meninas e 5 espanhóis.
Integrantes da peña se divertem e batem uma bola juntos!

Além dos encontros semanais para assistir aos jogos, o grupo organiza atividades
“extra-campo” como churrasco, futebol, paella, jantares, etc. “O
pessoal acaba se tornando amigo e sempre tem coisa pra fazer juntos. Fomos
assistir ao treino de Portugual em Campinas e também vimos alguns jogos da Espanha
e Brasil juntos neste mês”, revelou a idealizadora que pretende atingir a marca
de 200 membros na peña até o final deste ano e, quem sabe, se tornar o maior
grupo de fanáticos pelo Real Madrid, fora da Espanha.

Para oficializar toda essa devoção pelo Real, toda a diretoria aqui do
Brasil precisou assinar uma série de termos e até um estatuto para regulamentar
a atividade aqui. A Unidos por el Real Madrid está no site oficial do clube (http://www.realmadrid.com/aficion/penas/pena-madridista-unidos-por-el-real-madrid)
e enviam mensagens a eles contando sempre as novidades. O clube também colabora
e se coloca à disposição para recebê-los em Madrid e oferecer valores especiais
por serem da peña. 
Amor
pelo futebol!
Coleções de Alê Brandão

Alessandra conta que a primeira palavra que aprendeu a falar foi “bola”
e joga futebol desde quando aprendeu a andar. Apesar de não torcer por nenhum
time do Brasil, Alê acompanha os campeonatos e se interessa pelo esporte.
Também pretende acompanhar mais o São Paulo por conta do Kaká. “Sempre fui fã
do Kaká e fiquei chateadíssima com as lesões dele! Isso o prejudicou demais,
infelizmente. Ele sempre jogou bem as pré-temporadas e sempre tive esperança
que ia engrenar, mas em um time como o Real Madrid um jogador deve se provar a
cada jogo para manter-se titular”, disse. Com a volta do jogador ao Brasil, a
torcedora madridista pretende dar um jeito de conversar com ele e tentar até
marcar alguma coisa com os sócios e ver se Kaká conta um pouco sobre sua experiência
no clube espanhol para o grupo.

Entre os jogadores que mais gostou no passado, Alessandra admite que os
galácticos, principalmente Zidane, Beckham e Roberto Carlos eram seus
preferidos. E de uns anos pra cá, elegeu Casillas como “seu rei”, e elege
o goleiro é o símbolo do madridismo e do amor que tem pelo clube. Além disso, é
“fãzassa” de Sergio Ramos, paixão que lhe rendeu uma tatuagem em homenagem ao
gol histórico do 10º título da Champions League.
Torcedores do time madrileno e os alimentos arrecadados

Alessandra também viajou para outras cidades durante a Copa do Mundo e
pode acompanhar um jogo na Espanha, em Curitiba, contra a Austrália. Nesse embalo
do Mundial, ela teve outra ideia bacana: juntou os copos personalizados utilizados
durante as partidas da Copa e agora está realizando uma ação social com eles
que consiste na troca de 5kg de alimentos por um dos copos. Os alimentos serão
doados para duas instituições de caridade. Não-membros da
peña também podem adquir o copo em troca de 6kg. “Esse
cunho de responsabilidade é muito forte na peña. Além disso, fazemos parte da
Federação Internacional de Peñas, na qual sou a representante da América do
Sul. Juntos, pensamos em ações globais para propagar o madridismo pelo mundo
todo”, contou Alessandra.

A primeira troca foi feita no dia 20 de julho e a segunda no dia 25. Até o dia 30 de julho, 120 copos foram trocados e cerca de 480kg de alimentos.
Além de ser jovem, tem um faro apurado para a gestão esportiva, Alê é uma aficionada
pelo Real Madrid – tanto é que essa palavra está tatuada em seu pulso. A garota
que ama futebol conseguiu transformar sua paixão em negócio e proporcionar
interação com torcedores do mesmo time que ela. Entre tantos objetivos a alcançar,
Alessandra já se dá por feliz por ter comemorado o décimo título da Champions
League do Real Madrid com seus novos amigos, em um Bernabéu particular. “Minha
missão pessoal com a peña era achar torcedores do Real Madrid para que eu
tivesse como comemorar a décima Champions League e rolou! Eu imaginava o clube
ganhando e eu no sofá de casa, vibrando sozinha. Não podia ser assim! E eu
comemorei em um bar espanhol, com hino do Real Madrid, bandeira do Real Madrid
e cerca de 200 torcedores. Foi inesquecível e uma das minhas maiores
realizações”. 

Unidos por el Real Madrid festejam “la décima”

Créditos fotográficos: Divulgação / Alê Brandão

Sigam no twitter: @robertanina e @spfc1935