Há exatos 39 anos nascia um herói são-paulino.
Carlos Luciano da Silva nasceu em Porto Alegre e chegou ao Morumbi em 2005.
Sabe de quem estou falando?
Mineiro! 
Autor do único gol da final do campeonato mundial entre São Paulo e Liverpool. Quem não se lembra de quando ele recebeu um passe do atacante Aloísio Chulapa (um beijo danone) e marcou o gol do título?
“Foi um dos momentos mais felizes da minha vida. Vi o posicionamento do goleiro e toquei. Sabíamos que os ingleses marcariam nossas jogadas de ataque, então teria de ter uma surpresa”, disse o volante, na época.
No mesmo ano já tinha ganhado Campeonato Paulista, Brasileiro e Libertadores. Ganhou a Bola de Prata* em 2000, 2004, 2005 e 2006 na posição de volante. E foi indicado para a Seleção do Campeonato Brasileiro de 2006 do mesmo prêmio.
Sua principal característica era o desarme de jogadas e roubadas de bola, sem fazer falta nos adversários, talvez por isso o apelido de Mineiro – chega quietinho – apesar de Gaúcho.
Mineiro se aposentou do futebol em 2012 depois de passagens por Herta Berlin, Chelsea, Schalk 04 e TuS Koblenz.
Parabéns Mineiro! Seu nome está escrito para sempre na história do São Paulo e no coração dos torcedores do Tricolor mais querido!
*Bola de Prata é uma premiação anual do futebol brasileiro, criada em 1970 pela revista Placar e mantida até hoje, para os melhores jogadores do Brasileirão. O prêmio foi idealizado pelos jornalistas Michel Laurence e Manoel Motta.
São Paulinda Roberta Santana
No Twitter @rob_santana