Basta ser uruguaio para ganhar o coração da torcida são paulina? Não é bem por aí, mas vamos admitir que já é meio caminho andado.

Álvaro Pereira estreou no domingo (26/01) com a aprovação de Muricy e tem tudo para ser peça fundamental na lateral da equipe. Sua postura dentro de campo agradou o treinador, apesar de o jogador ter tomado seu primeiro cartão amarelo logo no primeiro tempo de partida. 
Álvaro Pereira: “Adoro o jogo brasileiro”
Foto: Fifa.com
Pereira chegou por empréstimo da Inter de Milão por um período de 18 meses e diz que na seleção uruguaia ele é apenas ‘mais um’ no elenco, papel que reforça exercer também no São Paulo. Segundo ele próprio, irá seguir treinando para melhorar no time, mas reforça que é apenas mais um jogador e não quer tirar o lugar de ninguém: “não sou estrela”.
Além de tudo isso, Muricy Ramalho revelou que um dos motivos para a contratação do lateral foi uma conversa com o zagueiro ídolo tricolor Lugano. Segundo Muricy, Álvaro estava com dificuldade de jogar na Europa e almeja jogar a Copa do Mundo pela seleção uruguaia. Foi aí que o treinador são paulino mencionou a história vencedora do tricolor com os jogadores deste país, o suficiente para convencê-lo a vir para o Brasil ser mais um nome celeste jogando com o manto são paulino.
Foto: Site UOL
“A raça está no sangue dos nossos jogadores. Enfrentamos muitas necessidades quando crianças. Não quero entrar na temática social, mas somos um país muito pequeno, um povo que cresce com o instinto de se ajudar, de defender os amigos. Somos raçudos”
Essa postura de jogador esforçado e a demonstração de raça tipicamente celeste pode rapidamente ganhar espaço no coração tricolor, que já tem uma “leve” tendência a adorar o perfil uruguaio.