Grêmio. São Paulo. Situações opostas na tabela. Um em quarto, outro em 15o. A única opção do tricolor hoje? Vencer. 
O empate na Sul-Americana em pleno Morumbi não foi bom. Sabemos isso. Mas este ano, o pensamento tem que ser ‘salvar a lavoura’. E o que isso significa? Ficar na série A. A única missão do tricolor neste ano é escapar do rebaixamento. “Ah, mas se o SPFC vencer a Sul-Americana, garante vaga para a Libertadores no ano que vem”. Primeiro que eu não acho que temos time pra vencer a Sul-Americana (ano passado tínhamos um garoto chamado Lucas, em fase espetacular, que fez toda a diferença. Este ano, não temos). Segundo que disputar um título dará só a errada idéia, sobretudo à diretoria, que está tudo lindo, quando não está. Aliás, o título da Sul-Americana do ano passado já deu esta idéia. E olha onde estamos agora… E terceiro, não vejo a vantagem de termos um time medíocre disputando a primeira fase da Libertadores e a série B do Brasileirão…Sim, porque com este time que temos HOJE não temos a menor chance de seguirmos adiante na Libertadores. Ou seja, a Sul-Americana, na posição que o SPFC ocupa hoje, só veio a atrapalhar. 
Mas é assim mesmo: se o SPFC estivesse já no meio da tabela do Brasileirão, sem grandes chances de conseguir chegar ao G4, mas sem o menor risco de rebaixmento, a Sul-Americana seria ótima. Era a chance de sairmos com um título e ainda garantir a vaga na Libertadores. Ou seja, o argumento seria favorável, mas hoje, com chances reais e palpáveis de rebaixamento, está na hora de priorizar. E Muricy fez certo, poupou Rodrigo Caio do jogo da Sul-Americana. Ele é essencial ao time e tem que estar inteiro para o jogo do Brasileirão. 
Quando eu penso no Grêmio, em relação ao SPFC, lembro-me imediatamente de 2008. Acho que todo gremista também não esquece aquele ano. Lembro-me que perdemos no Morumbi e no Olímpico. O Grêmio estava 10 pontos à frente do SPFC no início do returno. “Mão no título”, “A disputa era com o Palmeiras”, de Wanderley Luxemburgo…E o SPFC foi chegando, chegando…E o Grêmio foi caindo, caindo…E o SPFC sagrou-se campeão Brasileiro daquele ano, tirando toda esta diferença. É uma ótima lembrança e todo são-paulino lembra deste ano tão especial… 
Não estamos naquele ano e não temos chance alguma de título, mas o objetivo agora é garantir o time na primeira divisão, mesmo com este elenco fraco, mesmo com a esta diretoria horrível, mesmo com todo planejamento grotesco que foi feito para 2013… A idéia principal é manter o time na série A. Assim sendo, o segredo é: 
fechar a defesa. É crucial não tomar gols, sobretudo gols de bola parada ou gols de cabeça, pois dependem sobretudo do bom posicionamento da defesa; 
não perder gols. Isso vai direto para os nossos centro-avantes e atacantes. Tem chance? Finaliza. E A-CER-TA. Não iremos ter mais 1500 chances de gol no mesmo jogo. 
retomar a posse de bola. Função do meio-campo. Não dá pra ficar vendo o outro time tocar, tocar a bola, chegar na área…E passar sufuco! Não dá! O jogo é no Morumbi, o SPFC tem que ficar com a posse de bola. 
Espero que Muricy consiga passar isso claramente para a equipe. Precisamos desta vitória urgentemente. Es tá na hora de permanecer e ir o mais longe possível do Z4. Pelo o que o SPFC representa e já conquistou. 

Thaís Cachuté Paradella.