E  a honra de quem foi treinado pelo Poy.

Discípulo do Mestre Telê.

Nos fez Tri campeões.

Nos fez acreditar de novo.

Foi a mola no fundo do poço.

Foi a resposta imediata da torcida.

Dos jogadores idem.
                        
                                   
Fez lotar o Morumbi.

Fez o goleiro da Ponte ser um dos nomes da partida e não um mero espectador.

Fez minimizar a alcunha do Luís de que seus gols são inúteis.

Fez o Ganso dar mais que dois ou três bons passes precisos.

Fez o desacreditado Caramelo aparecer no jogo.

Fez 1 x 0 ter sabor de goleada.

E mostrou que mais uma vez veio pra fazer história.

Obrigada, Mestre!

Por Carol Nader – twitter @NaderCarol

Crédito fotográfico: Rubens Chiri