Saudações tricolores! 
O SPFC enfrenta hoje o Fluminense no Morumbi às 16h. O estádio deve estar lotado, com a promoção de ingressos, há expectativa de mais de 45 mil torcedores. Quando a idéia é boa, tem que ser elogiada. A diretoria fez muito bem em baixar os preços dos ingressos: o momento do time é complicado e mais do que nunca um estádio cheio é necessário. 
E por que planejar? Porque se faltou planejamento durante o ano todo até agora, ainda dá tempo de planejar um pouco para não cair para a série B. Como assim? Vamos a alguns fatos: 
1) O SPFC não tem o pior time nem o pior elenco deste campeonato. Mas se acreditar que tem, aí vai ter mesmo. O time não está jogando bem, fato, isto todos sabem. Mas há times jogando mal também e isso muitas vezes a imprensa não mostra. Faça um teste: veja jogos de outros times, não dos que estão na ponta da tabela, mas dos que estão do meio pra baixo. Veja jogos de Flamengo, Vitória, Ponte Preta, do próprio Fluminense, enfim, de outros times que estão acima na tabela, mas no campo, deixam muito a desejar. Ou seja, se o SPFC melhorar um pouquinho o que está jogando (e pra isso tem que acreditar que pode!), as vitórias começarão a aparecer e aí, o time começa a subir. 
2) Ligado ao tema 1, confiança é tudo. Em alguns lances de jogos passados, vi chutes totalmente sem nexo de jogadores como Osvaldo e Jadson. Não vou nem entrar no mérito de como a fase dos dois é péssima (e não acho os dois tão bons jogadores assim), mas se eles não começarem a confiar mais neles mesmos, a performance dos dois só vai piorar. O melhor exemplo disso é como Jadson bateu pateticamente o penalty no último jogo. Não olhou para o goleiro, não olhou para o gol. Só olhou para baixo e para a bola. Com a confiança lá embaixo, chutou fraco e baixo. Estava na cara que este penalty não ia sair. 
3) Não dá para o torcedor são-paulino achar que o SPFC vai começar a vencer todos os jogos agora…Não é assim. Mas hoje é um jogo que dá pra vencer. Há jogos que sabemos que provavelmente não iremos vencer, mas contra o Fluminense (que também não está lá uma maravilha) no Morumbi lotado, no planejamento, são 3 pontos que o SPFC precisa. 

4) Penso no planejamento atual (pra fugir da série B), mais ou menos como um planejamento de quem corre uma corrida. Eu pratico corrida de rua e como tudo na vida, requer planejamento. Ou seja, não adianta desembestar de correr no começo porque vai faltar perna no final, mas se você não começa já empolgado, não tem a força necessária para quando vem ladeiras. É mais ou menos assim que encaro que o SPFC deve agir: joga em casa, tem que valorizar a posse de bola. Estude o jogo. Qual o ponto fraco do Fluminense? Onde a zaga está deixando espaço? Aí a defesa do SPFC tem que agir bem, roubar bolas. Não dá pra tomar gol nos 15 primeiros minutos, mas também não dá pra perder gol adoidado. Até os 30 minutos, como se espera que esteja o jogo? O SPFC está com maior posse de bola? Ou está sendo pressionado? Fluminense está mandando no jogo e o SPFC acuado? Estas perguntas tem que se respondidas pela  comissão técnica e os jogadores tem que saber exatamente o que fazer em campo…Algo que me assustou muito no penúltimo jogo do SPFC foi o Rogério tentando organizar a equipe…Ele saía do gol e orientava onde cada jogador deveria estar. Autuori teve uma semana pra treinar este time: acho que posicionamento é o mínimo que se espera. 
5) Se o SPFC vencer, quantas vitórias serão necessárias ainda pra sair do Z4? No final do turno, onde se espera realisticamente que o SPFC esteja? Está mais do que na hora da comissão técnica sentar e conversar com os jogadores e apresentar estas perguntas e algumas respostas. Não, não acho (infelizmente) que teremos reforços. Acho que o time é este aí. E mesmo o time sendo fraco (sim, ele é fraco), está jogando muito abaixo do que pode. E aí que entra o planejamento… Planejamento só acaba quando não há mais chance alguma de se reverter o resultado. Estamos ainda no 1o. turno do Brasileirão. Está na hora de repensar e parar de achar que já estamos matematicamente rebaixados. Planejamento sim, pra este elenco, com estes jogadores, pra escapar da série B. Possível é. Basta agora comissão técnica e jogadores começarem a fazer a sua parte. 

Thaís Cachuté Paradella.