Um domingo feliz é assim!
Mais de 55 mil pessoas.
Gols de Luis Fabuloso e Reinaldo.
Não sei se era macumba mesmo, mas se foi tá desfeita.
Em nome de Ganso, Reinaldo, Rodrigo Caio e Douglas, amém!
Além de precisarmos, merecíamos essa vitória, já estava ficando desesperador ver o time evoluindo, evoluindo e estacionado na tabela.
O resultado positivo que tanto esperávamos chegou. O ânimo também!
Será efeito da semana de treino do Autuori? Acredito que sim. Clichê, mas bem oportuno dizer que o aniversário foi dele mas o presente foi nosso. Parabéns e obrigada, Paulo!
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Fabuloso apesar do gol continua deixando a torcida tensa com as incontáveis reclamações. Impressionante que um jogador com a experiencia dele demonstre mais desequilibrio em campo do que os novatos, que ainda não tenha aprendido sair da linha de impedimento e nem que ficar de mimimi só atrapalha. É verdade que é perseguido pela arbitragem, mas fosse outra sua postura em campo não teria perseguição que o impedisse de jogar. Bom, mesmo assim ainda poderia voltar a dor nas costas, enfim, temos que entender que ele é assim, não vai mudar e que ficar de mimimi aqui também não vai adiantar.
 
Precisamos nos conscientizar de que o erro muitas vezes não está nas pessoas e sim na expectativa que criamos. O que o Luis pode dar está claro, é uma contribuição importante sim, mas não tão frequente quanto imaginávamos, infelizmente.

Temos 22 finais pela frente. Na próxima já não contaremos com ele e por incrível que pareça, as próximas serão justamente as mais importantes, porque para nós esse ano a regra é clara: escapar do rebaixamento.

 Apesar de mais leve, nossa vida não será mais fácil por conta desses 3 pontos. Temos Botafogo vice líder pela frente, fora de casa, partida difícil e mesmo se vencermos, nada estará ganho. E o pior é saber que as finais se sucederão até o final do campeonato, sem trégua. Sem reforços. E com ausências, umas esporádicas e eventuais, outras frequentes e habituais. Simples assim e triste também.


Agora é torcer para que independente de quem sejam, os 11 em campo tenham além da capacidade, a vontade de ganhar e fazer o melhor pelo Tricolor, que o coloquem acima de vontades, limitações pessoais e entendam, de uma vez por todas o que esse time significa para milhões de Brasileiros que em tempos difíceis, mais do que nunca precisam de uma alegria no futebol pra começar a semana com um sorriso no rosto.

E essa será assim, porque ontem a noite foi de reencontro. Reencontro de um time com seu torcedor, de um clube com toda sua gente, de uma camisa com a vocação (né, Ganso?)…

E acima de tudo foi de resgate, pois começou a tão esperada retomada para manter de uma vez por todas o gigante em seu devido lugar. O caminho ainda é longo, mas basta entrarmos em campo com o espírito demonstrado no primeiro tempo de ontem, que o manto sagrado fará o restante.

Avante, São Paulindos!
Por Carol Nader – twitter: @NaderCarol