Saudações tricolores! 
Podemos comemorar mais um título: o SPFC foi campeão da Copa Eusébio, batendo o Benfica no Estádio da Luz por 2×0, gols de Aloísio e Rafael Tolói. A série interminável de derrotas tricolores teve seu fim ontem com esta vitória e o tricolor levantando mais um título internacional. 
O SPFC não jogou um bom primeiro tempo, mas no segundo o time melhorou bastante. Teve posse de bola, tentou o gol e os gols saíram, dos pés de dois jogadores extremamente raçudos e que mereciam um certo reconhecimento, Aloísio e Tolói. 
O que é interessante notar no SPFC é que Paulo Autuori já mostra, em campo, seu estilo com a equipe. É de se notar que o sistema defensivo do SPFC melhorou, o que é ótimo, pois o time estava tomando gols a rodo. Pode-se notar isso, com uma marcação mais eficiente… ‘Ah, mas o time só ficou na reserva contra o Bayern’. Prezado leitor: vamos supor que você tenha em mãos um time limitado, psicologicamente abalado, que não vem jogando bem, tomando vários gols e que vem de uma viagem internacional (quem já viajou pra fora sabe como qualquer um fica após horas e horas no avião, chegando em um país com fuso diferente). Além de tudo isso, você vai jogar contra o melhor time na atualidae. O que você faria? Mandaria o time para o ataque? Só se você fosse louco. O SPFC fez o que deu pra ser feito contra o Bayern, ficou na defesa. Tentou surpreender em um ou outro lance e abrir o placar, mas não deu certo. Agora, a estratégia não era errada. Eu teria feito o mesmo e certamente você também, sobretudo depois de termos visto os 8×0 do Barcelona contra o Santos. Já contra o Milan, o time foi um mistão. Nem dá pra avaliar muito pois o time foi completamente remontado, a começar pelo goleiro. Não temos um reserva a altura de Rogério Ceni. Aliás, quem é um goleiro a altura dele? Difícil encontrar um nome… 
Autuori tem um estilo mais conciliador. Sabe que a fase não é boa. E é bom termos um técnico que não vai dizer que o time precisa de reforços na imprensa ou reclamar de jogador A ou B na coletiva. Isso porque uma porção significativa da imprensa adora uma polêmica, adora jogar um pouco de gasolina no incêndio…Ter um estilo mais apaziguador, neste momento, é fundamental. 
Autuori tem conversado com alguns jogadores que não estão desempenhando um bom papel quando jogam. É o caso de Ganso. Quem sabe com um pouco de conversa, ele não pode melhorar um pouco? Aqui entre nós, acho difícil Ganso jogar como jogou pelo Santos, afnal foram cirurgias sérias que tiraram a confiança do atleta. Mas acho que ele participar mais do jogo, tentar mais lances, isso pode sim acontecer e certamente ajudaria o time. Ontem, quem fez este papel em campo foi Maicon, tão criticado pela torcida, mas fundamental na vitória de ontem. 
Jadson também teve um lance decisivo: foi dele o lançamento para o gol de Aloísio. Este é o Jadson que gostamos (e esperamos) ver em campo. É um meia clássico e o time depende dele pra que a bola chegue no ataque. Autuori já percebeu que quando Jadson joga bem, o time inteiro também. Quando o meia cai de produção, o ataque fica isolado. Ontem, ele não fez uma partida brilhante, mas tem que se dar o mérito ao jogador pelo belo lançamento que resultou o primeiro gol. 
Rodrigo Caio também não é brilhante, mas ontem foi fundamental. Roubou bolas, marcou, fez o que se espera dele. Os passes deles não são fantásticos, mas dá pra evoluir. Quem ainda está abaixo é Wellington. Caiu feio de produção e continua caindo…Certamente, Autuori irá conversar com o volante. 
O que mais se destacou, sobretudo no segundo tempo contra o Benfica, foi que o time jogou bem. Ou seja, se jogar assim por várias partidas, certamente escapa do rebaixamento neste ano. Este é um ano que o SPFC não vai disputar título, nem vaga na Libertadores, é um ano pra sairmos da lanterna e ficarmos ali, naquele meio da tabela. Só. Autuori sabe disso. Sabe que o time precisa de reforços. Mas não fica alardeando isso aos quatro ventos, o que ajuda a melhorar o espírito dos que estão lá. Cabe agora o torcedor entender isso. Mas acho que o segundo tempo do jogo de ontem deu esperanças ao torcedor são-paulino que 2013 pode não terminar na série B para o tricolor. 
Começamos bem, afinal mesmo em crise, conseguimos conquistar um título. E pra quem acha que o Benfica é nada, é só o time que meteu 5 no Real Madrid e que foi à final da Liga Europa. Ou seja, é de respeito. 
E pra terminar, acho que estes jogos mostraram a todos o quão grande goleiro Rogério Ceni é. Se não fosse por ele, teríamos perdido de mais do Bayern. Autuori sabe que tem no capitão um aliado. Agradeceu aos jogadores na coletiva e os jogadores agradeceram e dedicaram o título ao técnico. Parece que o clima está bom. E assim espero que fique. 

Thaís Cachuté Paradella.