Ninguém curtiu isso

Jogo tenso, passamos um sufoco no confronto com o glorioso Vitória.

Confesso que apesar das circunstâncias, ainda me iludi com o gol do Aloísio, candidatíssimo a ídolo num time que sobram estrelas, ego e falta raça. Mais que isso, falta vergonha na cara, falta brio, falta dignidade, falta o básico pra justificar o salário que ganham e o manto que vestem.

Foi triste ver que a chegada do Autuori além de não acalmar os ânimos na torcida, não acalmou os vestiários. O desequílibrio de nossos atletas ultimamente além de nítido, é risível, especialmente porque desesperados deveriam estar os jogadores do Vitória por enfrentarem o único clube do Brasil que ostenta um 6-3-3.

Impressionante que mesmo tendo maior posse de bola, deixamos de ganhar 3 pontos e fica até difícil entendermos o porque. Seria consequência da nossa deficiência nas finalizações (praticamente inexistentes no segundo tempo)? Ou seria porque nossos zagueiros ultimamente estão recebendo pra ver os gols em 3d? Mas e os volantes? Eu não sei o que é pior e mais dolorido de ver.

Aquele entrada do Wellington refletiu bem o desespero do time como um todo. E eu disse desespero porque foi nisso que a crise se transformou.

Agora, o pior de tudo, tenho pra mim que seguiremos assim até meados de 2014.

O Sr. Juvenal já demonstrou, aliás, já esfregou na nossa cara, que até o final do mandato irá apenas administrar os gritos que vem da torcida enquanto “coloca a casa em ordem”. Não pela casa e sim pela responsabilidade que tem enquanto Presidente, POR TUDO.

A escolha do Autuori foi uma clara demonstração de que o presidente ainda pensa em agradar de certa forma a torcida, afinal, o técnico campeão do mundo pelo Tricolor merece o respeito do torcedor, porém, não é segredo pra ninguém que o esperado não era ele. Era alguém com um salário maior. Assim como eram de todas as outras contratações recentes e que foram preteridas diante de outras envolvendo valores bem menores.

Será que além dessa crise em campo e nos vestiários, temos também nos cofres?

Mas eles não estariam cheios, especialmente depois da venda do Lucas?

Coisas muito estranham andam acontecendo por trás dos muros do Morumbi, contratações que nunca se justificaram em campo, talvez se justificassem caso, assim como os aviões, os clubes também possuíssem “caixas pretas”, como não tem, resta transformarmos nossa indignação em cobranças. Não só nos jogadores, e sim na diretoria, que ignorou solenemente o grito de Muricy que há algum tempo vinha ecoando das arquibancadas, além de tantos outros, inclusive pedindo a sua saída.

Muitas dúvidas, quase nenhum sentido e só uma certeza: o Mito, que mesmo não atravessando sua melhor fase (talvez em solidariedade ao resto), segue mitando, não só por converter a cobrança, mas também e principalmente por chamar a responsabilidade, tentar de alguma forma tranquilizar aquela molecada… E digo molecada porque apesar de triste, é fato, o time que antes entrava em campo com verdadeiros tanques de guerra, hoje em dia entra com uns moleques que, como diria o corneteiro Jota, molhados não pesam 40 kilos…É de sangrar até o coração do mais apaixonado torcedor!

Mesmo assim, vamos lá de coração (sangrando ou não) porque o amor pelo Tricolor tem que ser maior do que qualquer decepção.

Se não for, volte 10 casas, você entrou no site errado.

Saudações São Paulindas!!!
Por Carol Nader – @NaderCarol