Porque verde, amarelo, azul e vermelho são as cores da bandeira do meu país e não do meu time.
E esse foi um domingo vazio, sem jogo da minha seleção e com outro, que tendo ou não, pra mim daria na mesma.

Porque eu sinto falta é de ver meu Tricolor jogar, independente da fase.

Por Ele sim eu paro tudo e fico noventa minutos em frente a TV, ao rádio ou ao campo.
Por Ele eu grito até sumir a voz, ficar com as bochechas vermelhas e as veias do pescoço saltadas.
Por Ele eu assisto passivamente o Douglas jogar e a volta do Jean.
Por Ele eu já defendi o futebol do Richarlyson!
Por ele eu dou risada das frases desconexas e da voz sempre embriagada do Juvenal.
Por ele eu escuto passivamente o silêncio do atual treinador.
Por ele eu não desisto e ainda acredito!
Acredito que o Luis Fabiano vai ficar (aquela marra não é insatisfação dele, mas sim impressão sua).
Osvaldo, Jadson e Ganso também ficarão, porque as sondagens e propostas recebidas daqui e do exterior revelam-se apenas boatos…
 O Lugano, sem contrato com o Málaga e fora dos planos do PSG pode pintar no Morumbi…
 O Felipe Melo, pode aceitar uma redução de salário, e a diretoria entender que nem todas as contratações serão nos moldes de Reinaldo, Roni e cia e também chegarem a um acordo.
Acredito que brigaremos pelo título e não pra ficar fora da zona de rebaixamento…
Acredito que a vaga pra Libertadores é obrigação.
Agora, se o Rogério vai disputar ou se aposentar, é uma opção. E também uma possibilidade, como todas as outras acima citadas.
Talvez remotas, talvez lúdicas, talvez infundadas, mas todas possíveis!
“…Ô tricolor tu és minha paixão, ô Tricolor tu és minha alegria…”
Saudações São Paulindas!