Por Jaque Amaral – @_jaqueamaral .
Imagem: Reprodução/ A Gazeta Esportiva .
Como sabemos o São Paulo foi chamado de “Clube da Fé”, pela primeira vez, em 1937, pelo jornalista Thomaz Mazzoni de A Gazeta Esportiva. Em meio ao episódio da extinção do São Paulo Futebol Clube da Floresta e no nascimento do São Paulo Futebol Clube, o jornalista mostrou-se sempre ser crítico ferrenho do fechamento do antigo e incentivador constante do novo clube.
“É oportuno lembrar que o SPFC foi reerguido por pessoas denominadas na época de “pobretões”. Eles sofriam porque muitos diziam que estavam sonhando alto demais. No entender de alguns, não conseguiriam reunir condições de elevar o São Paulo ao mesmo nível anterior. O time realmente tinha jogadores de grande porte, que valorizavam sua participação nos certames de que tomavam parte pelo desempenho aguerrido. Essa forma de atuar nesses primeiros tempos é que ensejou o surgimento da legenda “Clube da Fé”.”
Em 1943, a moeda do clube “caiu de pé”. Trata-se de uma piada em reposta a um ditado da época. Por conta da hegemonia estadual de Corinthians e Palmeiras naquele período histórico, dizia-se que, jogando uma moeda, era possível acertar o campeão paulista: se desse cara, é porque ganharia o Corinthians, se desse coroa é porque ganharia o Palmeiras. Ao fim da competição, no entanto, o vencedor foi o São Paulo, o que significaria que a moeda, mesmo sendo difícil de acreditar, caiu em pé!
Setenta anos depois, provocado por rivais em virtude da grande chance de ser eliminado, o São Paulo contou com toda sorte e fé na Copa Libertadores deste ano. Não era necessário apenas derrotar, no Morumbi, o líder Atlético-MG (considerado o time com melhor campanha na competição). O jogo entre The Strongest e Arsenal, do qual não se possuía nenhum tipo de controle, também tinha influência direta no arranjo do grupo. E a campanha #EuVouComFé só cresceu, trazendo resultados positivos: Morumbi lotado, vitória e classificação!!!
Foto: Ricardo Nogueira/ FolhaPress
“Esse é o Clube da Fé. Esse é o clube onde a moeda cai de pé. O São Paulo chegou!” Rogério Ceni, após o jogo da classificação do Tricolor.