Saudações tricolores!

O SPFC enfrenta hoje o Corinthians pelo Campeonato Paulista e, ao que tudo indica, teremos o time completo, titular, em campo. Mesmo com o jogo de vida e morte pela Libertadores durante a semana, o tricolor põe o time titular pra ganhar confiança. A rivalidade falou mais alto. 
Claro que boa parte da torcida quer isso mesmo. Afinal, a única coisa boa do Paulista ainda é a rivalidade, ou seja, o  fato de você poder tirar sarro (ou sofrer) quando seu time ganha de um rival. O campeonato é longo demais, tem times fracos demais e o que faz o torcedor se animar é quando chega um clássico, como o de hoje. 
Sem dúvida, o Corinthians hoje representa o maior rival são-paulino. Há anos não era assim. Na década de 90, sobretudo nos anos de 93 e 94, o grande rival tricolor era o Palmeiras, tanto que o jogo da Libertadores de 1994 entre São Paulo e Palmeiras ganhou ares de decisão. Nos anos 2000, sobretudo em 2005 o Palmeiras voltou a cruzar nosso caminho. Mas o Palmeiras hoje está em baixa, rebaixado e tomando goleadas homéricas em pleno Paulista. 
A maior baixa do Corinthians, pra mim foi em 2007, quando o time foi rebaixado no mesmo campeonato que o tricolor sagrou-se penta brasileiro. O time voltou à série A, conquistou alguns títulos, disputou a Libertadores e venceu. O time é campeão mundial (uma única vez, diga-se de passagem, há de se valorizar os reais títulos do time do Corinthians, que é campeão mundial, pois mundial sem Libertadores não existe. Se assim for, o tricolor será n vezes campeão mundial, pois torneios como de Herrez de La Fronteira ganham a expressão ‘mundial’, quando não os são).
Ganhar um clássico anima o time. Não fará diferença em termos de classificação, para o SPFC no Paulista. Mas no ânimo sim. Do mesmo jeito que perder para o Corinthians baixa o moral da equipe. Mas está na hora desta equipe ser testada. Se o SPFC pretende ir longe neste ano, tem que vencer os clássicos. Não tem como pensar em ganhar um título importante se não vencer os clássicos. Simples assim. É hora de testar o time. 
Vamos ver como o tricolor se sai neste teste importante de hoje! 
Thaís Cachuté Paradella.