Por Roberta Nina – @robertanina

 
É craque, é ídolo, isso ninguém duvida. Mas também é
desequilibrado e peca, muitas vezes, com atitudes extremas, dentro e fora de campo.
 Quando o nosso camisa 9 voltou ao Tricolor,
em meados de 2011, não veio somente o atacante, veio com ele todo aquele COMBO
FABULOSO
que já conhecemos.

O problema da vez é a falta de alegria que consome Luís
Fabiano. No domingo, o jogador relatou que não existe motivo para comemorar
seus gols e que enfrenta problemas dentro de campo. Luís se acha perseguido e
considerou a pena de quatro jogos de gancho na Libertadores muito dura.

LF é muito querido pela torcida São Paulina, acho que nem
ele tem a dimensão do quanto. Mas sinto que a cada “besteira” que comete, nosso
coração quebra um pedaço, e detalhe, o nosso pobre coração tricolor já está
quase em frangalhos! Fabuloso é, ao lado de Rogério Ceni, nosso principal
jogador. Dependemos e muito de seus gols e disso, por enquanto, não podemos
reclamar. Mas de quê adianta o jogador cumprir seu papel de atacante e não
demonstrar aquela satisfação dentro de campo?! Precisamos do atacante por
completo, de coração e alma, como um São Paulino legítimo!

Luís Fabiano veio machucado para o São Paulo e esperamos
quase seis meses pela sua estreia e mais alguns bons meses para sua completa
adaptação. Seu salário é alto e as expectativas do torcedor também. Meteu gols
nos rivais e foi fundamental em muitas partidas (é matador nato!), mas também
nos deixou na mão diversas vezes por conta de sua cabeça quente! Na primeira
partida da final da Sulamericana, contra o Tigre na Argentina, foi expulso de
maneira infantil e ficou de fora da partida do título. A última do atacante foi
discutir com o árbitro no fim da partida e levar cartão vermelho em plena
Libertadores da América.

Por conta de tantos problemas, acredito que suas entrevistas
precisam de um certo filtro. Aposto que ninguém gostou de ouvir sua declaração,
frisando que deixou de ir pro rival que foi campeão da Libertadores e do
Mundial só pra vir para o São Paulo. Peraí, meu amigo! A torcida e o clube não
podem receber todo o peso dos problemas do atacante, né?! Não pode pq se ele alega
que abriu mão de muita coisa para voltar ao São Paulo, é bom lembra-lo que o
clube também abriu mão, de muuuuuito dinheiro, inclusive.

Acho que Luís Fabiano precisa de um psicólogo, um guru, um
coaching, sei lá. Ele precisa ser ouvido e disciplinado. Não dá pra falar o que
quer, na hora que quer e arrumar brigas bestas em campo por conta de seu
temperamento explosivo. Todos nós perdemos com isso.
Outra pessoa que pode motivar e ajudar o jogador é o técnico. Ney Franco tem
obrigação de saber o que incomoda o atacante e fazer com que ele segure a onda.
Acima dele, está o São Paulo, clube que paga o salário do jogador, portanto,
ele precisa responder à altura.

Nosso apoio e torcida pelo craque são verdadeiros, mas como
acontece em toda relação, precisa ser reciproco. Queremos os gols, os sorrisos
e a satisfação de Luís Fabiano. Tem que haver uma troca, senão, de quê adianta
sustentar o ídolo que se ausenta nas decisões?

 

#VamoSãoPauloooooooooooooooooo

Sigam no twitter: @robertanina e @spfc1935

Créditos fotográficos: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press; IG