Por Raiza Oliveira – @ra_iza

Saudações Tricolores!
Foto: Raiza Oliveira
Minha coluna dessa semana é pra relembrar uma data importante na história do nosso querido Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi. Faz hoje, dia 22 de fevereiro, 45 anos que aconteceu o primeiro jogo noturno no estádio, ainda com iluminação provisória.
A partida foi um amistoso com o Atlético-PR que terminou empatado em 3 a 3. O jogo aconteceu antes mesmo da entrega do estádio, que na data estava em fase final de construção. Como sabem, o gigante de concreto foi inaugurado em 1970 em uma partida assistida por 107 mil pessoas.
Com isso, acabo me lembrando do “meu” primeiro jogo noturno no estádio. Depois de três jogos desde minha estreia (07/09/2011, jogo mil do M1T000) que aconteceram durante o dia, ainda me faltava conhecer nossa casa iluminada pelos enormes refletores que infelizmente deixarão de existir com a cobertura (corrijam-me se estiver equivocada). Sensação de primeira vez no estádio triplicada!
Foi no memorável 1 a 0 contra o Coritiba, com gol-asso-asso – chorado – do Lucas (volta!) no finalzinho, pela Copa do Brasil do ano passado. Meu primeiro jogo à noite no Morumbi precisava ser marcante. E como eu sofri aquele dia… como eu chorei depois do gol. Estava na arquibancada azul, longe do gol salvador daquela partida. E lembro que muitos me disseram que eu seria pé frio por estar “estreando” no estádio. Mal sabiam eles que toda vez que inauguro algo no Cícero Pompeu nosso time vence. Que assim permaneça!
                                                                        Fiz até um vídeo da torcida depois do gol…
Até hoje sinto um senhor frio na barriga quando entro no estádio, pra andar pelas cadeiras das arquibancadas à noite. Aquela luz branca que quase cega se observada fixamente consegue fazer uma conexão com o som de cada voz presente, sejam 70 mil ou dez mil. Quem explica?
E você tricolor…como foi seu primeiro jogo à noite no Morumbi?
#VAILÁDECORAÇÃO