Por Mayra Soares (@SoaresMayra)

Saudações Tricolores!
Comemoramos nessa terça-feira, 02/10/2012, 52 anos de Morumbi.

Dorival Rosa (Vipcomm)

Mas essa data também era motivo para outra comemoração não menos importante.

Quem não se recorda daquele São Paulo x  Flamengo no Morumbi ano passado? Quem não se lembra dos gritos de: “LU-ÍS FA-BI-A-NOOOOO” que ecoavam da torcida?

É, são-paulinos, dia 02/10/2012 fez um ano da reestreia do Fabuloso no Tricolor.

Era São Paulo e Flamengo e a nossa casa, sacrossanta, estava lotada. O São Paulo era melhor em campo, mas foi derrotado pelo time carioca, mesmo assim a tarde era de Luís Fabiano.

Idário Café (Vipcomm)

Nosso ídolo jogou torno de 60 minutos. Movimentou-se, chutou, driblou, trombou e em um dos lances acertou uma bola na trave de Felipe. O Fabuloso se apossou da camisa 9, que é sua por direito, e fez jus ao seu apelido em campo, mostrou ao São Paulo e aos seus ídolos que faria diferença e que viria para agregar à equipe tricolor.

A torcida também fez sua parte, principalmente quando Fabuloso tocava na bola.

Um ano depois da reestreia, estou aqui pensando no quanto Luís Fabiano nos faz falta. Não temos um centroavante a sua altura e quando ele não está em campo, o tricolor sente.

Willian José que me perdoe, mas uma comparação entre um e outro é impossível!

Wagner Carmo (Vipocomm)

Luís Fabiano não desiste, joga por amor a camisa, coloca a alma em campo, amarra a chuteira com as veias do coração e isso aliado a sua genialidade, faz toda diferença.

Não se substitui Luís Fabiano, principalmente no que diz respeito ao sentimento que esse ídolo desperta na torcida.

Ainda temos que ouvir os rivais dizerem: “O ídolo de vocês não ganhou nem um título com a camisa do São Paulo.”.

Se ídolo se definisse por títulos, Danilo seria ídolo da torcida São Paulina, mas não o é.

Ídolo se define de outra forma, o verdadeiro ídolo se preocupa com a torcida, joga por amor a camisa e presta satisfações quando os resultados não são positivos. O verdadeiro ídolo chama a responsabilidade e faz a torcida gritar seu nome: Lu-ís Fa-bi-a-noooo!

O que é um jogador que reúne 45.000 torcedores no Morumbi em sua apresentação numa tarde comum, se não ídolo?

Além do mais, os nossos rivais buscam argumentos para tentar contradizer o que o dono da 9 diz com os pés. Ou não? A bem da verdade, é que tem goleiro procurando por Luís Fabiano até agora.

Afinal o dono da 9 é MATADOR!
Obrigada, Luís Fabiano!