Por: Ana Claudia Marioto

Um jogador que custou pouco mais de R$6 milhões – em valores atuais – e que atuou duas vezes pelo Tricolor. Uma, por 15 minutos, contra o Fluminense, onde foi afetado por uma grave lesão na coxa, deixando-o parado por sete semanas. Em seu retorno, contra o Vasco, no dia 14 de outubro de 2011, atuou ainda menos, por apenas 10 minutos, e torceu o joelho. Quase um ano depois, o meia Argentino Cañete ainda continua sem previsão para retorno.

Foto: Luiz Pires

Cañete sofreu uma lesão no ligamento cruzado posterior, o que é pouco comum em jogadores de futebol, e é algo muito grave. Este drama está próximo de fazer aniversário e o presente são os médicos e o técnico, Ney Franco, sem resposta sobre o retorno do jogador aos gramados.

Ney Franco contou que o principal problema hoje é a defasagem física do jogador em relação aos companheiros e que para retorno precisa de um jogador 100% recuperado.

Na última quinta-feira (04), o comandante tricolor iria realizar um jogo-treino para avaliar Cañete porém, acabou mudando de ideia e já informou que no jogo da próxima quarta-feira (contra o Vasco) e do domingo (contra o Figueirense), não há chance alguma da participação do argentino.