Por Jaque Amaral – @_jaqueamaral .

Nosso Tricolor, o mais querido do Brasil (e para mim, do mundo), colecionou durante toda sua história apelidos. Apelidos este, que enaltecem o quanto o clube é soberano. Percebam, que sempre que falamos do São Paulo, os utilizamos. Muitos podem até não saber o  significado, mas tem uma explicação para cada um deles. Vamos saber mais?!

Soberano: Com a conquista do Hexa Campeonato Brasileiro na história, em 2008, e com o Tricampeonato da Libertadores da América e o Tricampeonato Mundial ganhos em 2005, o time se encontraria entre os melhores clubes do mundo e o melhor clube do Brasil, com relação a títulos importantes conquistados.


Tricolor: Apelido dado ao clube devido as suas três cores, o Vermelho, o Branco e o Preto.

O Mais Querido: Esse apelido foi adquirido pelo SPFC no período da ditadura Vargas, no qual eram proibidas as ostentações das bandeiras estaduais. Na inauguração do estádio do Pacaembu (27/04/1940), o São Paulo entrou em campo e o público revoltado com a censura, aplaudiu o time de pé. No dia seguinte, o jornal A Gazeta Esportiva estampava em sua capa a manchete “O Clube Mais Querido da Cidade”. Passado mais um tempo, o DEIP — Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda — promoveu um concurso público entre torcedores de todas as agremiações da época. Com Corinthians e Palestra Itália(atual Palmeiras) sendo favoritos, só deu São Paulo! Até hoje o slogan “O Mais Querido” figura entre os impressos de correspondência do clube.

Máquina Tricolor e Tricolaço: Apelido dado entre 1980 e 1981. Época em que o time tinha jogadores como Waldir Peres, Oscar, Darío Pereyra, Almir, Marinho Chagas, Éverton, Serginho Chulapa, Zé Sérgio, Mário Sérgio e com esse time foi vice-campeão brasileiro em 1981 e Bicampeão Paulista em 1980 e 1981.

Esquadrão de Aço: Apelido recebido entre 1930 e 1934. Época em que o clube ganhou o Campeonato Paulista de 1931 e vice-campeão nos paulistas de 1930,1932,1933 e 1934. O craque do time era Arthur Friedenreich.
Tigres da Floresta: Apelido recebido entre 1930 e 1935. Tigre era a alcunha de Friedenreich e Floresta era o estádio aonde o time jogava na época,a famosa Chácara da Floresta.
Rolo Compressor: Apelido recebido entre 1938-1939 e entre 1943 e 1949. Época em que o São Paulo ganhou 5 vezes o campeonato paulista em 10 anos sendo que em 1946 ganhou sem perder uma partida sequer.
Tricolor do Canindé: Apelido dado entre 1944 e 1956. Além de mandar jogos no Pacaembu, o São Paulo também chegou a ser dono do Canindé,mas em 1956 devido a construção do Morumbi,que começou a ser construído em 1953, o São Paulo deu o Canindé para a Portuguesa de Desportos. Desde 1960,o São Paulo é conhecido como Tricolor do Morumbi.

Menudos do Morumbi: Apelido dado entre 1985 e 1989. O time liderado por Cilinho, recebeu esse apelido em homenagem a banda porto-riquenha Menudo e no elenco tinha vários jogadores da base como Silas, Sidney e Müller. E craques mais experientes como Careca, Gilmar Rinaldi e Paulo Roberto Falcão.
Máquina Mortífera: Apelido dado entre 1992 e 1993. Época em que o São Paulo dominou o mundo liderado pelo “Mestre” Telê Santana.
Expressinho Tricolor: Em 1994, o São Paulo ganhou a Copa Conmebol, sob o comando de Muricy Ramalho, com um time que tinha jogadores como Rogério Ceni, Bordon, Mona, Pereira, Denílson, Juninho Paulista, Catê e Caio Ribeiro.
Time de Guerreiros: A raça e a garra são paulina era vista em campo no ano de 2005, ano em que o time ganhou o Campeonato Paulista, a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes da FIFA.
Sempre muito importante conhecer mais sobre o time do coração. Tenho certeza que agora, muitos, vão se expressar através desses apelidos, com muito mais amor, com muito mais orgulho. E é assim, que tem que ser!
Saudações Tricolores e até sábado que vem!
@_jaqueamatal
@SPFC1935