Por Jaque Amaral – @_jaqueamaral .

Definição de ídolo:

Imagem representativa de uma divindade; (fig.) Pessoa muito estimada; Objeto de paixão, de veneração ou de amor.

Mas o que nos leva a idolatrar alguém? 
Pensando diretamente no futebol, idolatramos aqueles que apresentam bom futebol, que se dedicam de verdade pelo time em campo. Que mostram raça, que nos enche de alegria a cada feito seu, que nos faça vibrar. Que ame e que goste do clube, e que demonstre esse amor e respeito, dentro e fora das quatro linhas. Que conquiste títulos com a equipe. Que vista a camisa do nosso time 24 horas por dia, durante todos os dias do ano. Esses, provavelmente, são ou se tornarão dignos de ser nossos ídolos. 
                       
Ídolo é aquele que fica eternizado na história do clube. Não importa quanto tempo passar, quantos títulos ou quantos ídolos mais vierem. Ídolo é sempre ídolo. Mesmo aquele torcedor que nunca o viu jogar, lembrará dele. Amamos tanto nosso clube, que a memória daquele ídolo no clube, sua história e suas conquistas pelo time, nos fazem amá-los também. Na verdade, nossos ídolos representam muito mais do que eu possa definir…
Grandes ídolos que fizeram história e ficaram marcados no nosso tão querido Tricolor, são: Serginho Chulapa, Canhoteiro, Waldir Peres, Darío Pereyra, Careca, Pablo Fórlan, Zetti, Raí, Diego Lugano, Pedro Rocha, Leônidas da Silva, Palhinha, José Poy, Muller, Telê Santana, Luís Fabiano, ROGÉRIO CENI…mas ainda há muitos outros que podem ser citados. Depende da experiência e do que cada um viveu, do que acredita num ídolo. Do que ele representa. E para você? Qual é o seu grande ídolo no SPFC?

Saudações Tricolores e até sábado que vem!
@_jaqueamaral
@SPFC1935