Vocês perguntaram, elas responderam!

Na edição de número 2 do Pergunte às São Paulindas, os internautas questionaram os seguintes assuntos:
Irregulariedade do SPFC, amor pelo SPFC, mudanças no time, caso Ganso e o motivo por escolher o SPFC para torcer.

Nossas São Paulindas respondem para vocês nesta matéria!
Quer fazer uma pergunta para elas e ter sua pergunta respondida por aqui?
Deixe nos comentáros sua pergunta ou se não, acesse o nosso facebook e deixe sua pergunta por lá!
Sempre aos domingos, às São Paulindas se unem para responder vocês!

Diego Freire: Por que o São Paulo tem uma irregularidade absurda ao ponto de vencer quatro jogos seguidos, e depois perder para o Bahia?
São Paulinda Camis: Em relação ao último jogo contra o Bahia, temos que levar em consideração que jogar fora de casa é sempre mais complicado, e tomar cuidado para não desmerecer o adversário. Apesar da campanha ruim no Brasileiro, o Bahia jogou melhor e mereceu a vitória. Mas analisando de uma maneira geral, eu relaciono a irregularidade Tricolor ao que eu sempre atento nas minhas matérias: falta de garra. Sou dessa opinião e acho que a vontade, a raça, a garra, mudam resultados SIM. Em diversas partidas podemos ver o São Paulo totalmente apático, sem vontade (inclusive na partida contra o Bahia), sem criatividade, parecendo um time morto em campo. Não adianta ter o melhor elenco do mundo – o que não é nosso caso -, se não tiver raça e vontade de vencer. O time parece inseguro em algumas partidas, e cheio de vontade em outras. A diferença de resultados vêm, principalmente, de acordo com essas diferentes posturas, na minha opinião.

Maik Cristiano: o que o São Paulo é para você?
São Paulinda Raiza:  
Por muito tempo o São Paulo foi “apenas” uma paixão, o time que eu dizia torcer mesmo sendo uma das únicas em todo lugar que eu ia – o que eu achava o máximo, porque me sentia diferente dos demais e pessoalmente isso sempre foi legal pra mim. Mas hoje, me sinto “casada” com o São Paulo, rsss. Pelas colunas, penso  e fico analisando situações comigo mesma o dia todo, além de ser meu portfólio de trabalho, minhas reflexões nas madrugadas sem sono pras colunas daqui, pauta pras discussões com rivais, rss… Posso dizer que o SPFC já faz parte da minha vida. Não é o principal, nem minha VIDA – tenho prioridades, obviamente. Mas faz parte de mim, já.

Celso: O que você mudaria no time? 
São Paulinda Thais: 
Celso, eu acho que o time tem dois grandes problemas: um é a defesa propriamente dita e o outro é a saída de bola (da defesa para o ataque). No caso da defesa, a saída mais rápida seriam colocar 3 zagueiros, mas já tomamos inúmeros gols em erros de posicionamento jogando com 3 zagueiros. Podemos colocar 2 zagueiros e o problema vai permanecer se o meio-campo não fizer o papel dele e deixar a bola na cara da zaga toda hora. Creio que o nosso meio-campo que é a questão. Não adianta achar que todo mundo vai para o ataque e pronto. O meio-campo precisa ser mais ‘mordedor’, ou seja, matar a jogada ali e pronto, seja roubando a bola, seja com falta. Denílson é o único que ainda tenta marcar. E o Paulo Assunção tem deixado um pouco a desejar. Mas creio que fazer um treino tático, com campo reduzido, treinando urgentemente roubada de bola e matando a jogada pode ajudar.
Outra coisa é a saída de bola. Não dá pra ficar rifando a bola toda hora. E aí que entram os nossos alas. Cortez e Douglas não tem feito partidas excelentes pois tem errado o posicionamento. Cortez sempre cai para o meio. Não dá. Se ele for acionado, precisa aprender a fazer o papel de ala, que é chegar em velocidade na ponta. Não dá pra ficar cortando para o meio toda hora. Além disso, não dá pra Cortez e Douglas se mandarem para o ataque e deixarem o problema para o Denílson resolver sozinho.
Creio que treinos mais específicos de saída de bola do ataque para o meio-campo, posicionamento correto da defesa (pra não tomarmos mais gols de cabeça, não dá pra ficar contando que o Rogério fará milagres toda hora) poderiam ajudar bem.
Acho que temos alguns jogadores que não desempenham um bom papel no time titular. Maicon tem sido um deles. O jogador tem passado desapercebido e aí complica: quando temos só 10 em campo porque um deles está sumido, o time cai demais de produção. Acho que poderíamos tentar mais colocar Ademilson em jogos que o time precisa ganhar velocidade (sobretudo se Lucas não está em campo, como será o caso contra o Inter).
Tudo isso é questão de ajuste. O problema é que já estamos no segundo turno no Brasilierão e na fase de oitavas da Sul-Americana. Não dá pra ficar cometendo erros de ajuste toda hora. Assim, acho que Ney Franco pode até manter o mesmo time, mas se já nos primeiros 20 minutos do primeiro tempo está vendo que a coisa não está andando, está na hora de mudar. Rápido e simples. O SPFC precisa vencer Inter porque só pega pedreira depois. Se o G4 é a meta, não dá pra perder pontos em casa. Poderíamos ter ganho do Bahia? Sim. Tivemos chance de matar o jogo. Mas Luís Fabiano não estava em campo e o jogo era fora de casa. Senão ganhou fora, em casa não pode perder pontos.

Rick Sanchez: o que voce acha sobre o caso Ganso? Ele realmente vale o que o Soberano está querendo pagar? Não é loucura?
São Paulinda Camila:
Olá, Tricolor! O Ganso tem suas qualidades, mas acredito que no momento atual ele não vale tudo isso que o Tricolor quer pagar para tê-lo! Acho loucura, até porque ele está na faixa dos vinte anos de idade e já tem um histórico de lesões grande, seria apenas mais um reforço para o Reffis. Na minha opinião, o São Paulo poderia investir esse dinheiro em outro jogador e deixar o Jadson como o camisa 10, apesar de algumas falhas.

Arthur Felipe: o que você acha da vinda do ganso para o são paulo? e como que ficaria esse meio campo quem perderia o espaço Jadson ou o Maicon?
São Paulinda Mayra:
Sou a favor da vinda de Ganso. Como mencionei em resposta a uma pergunta parecida com essa na semana passada, acho Ganso um craque que precisa de “novos ares”. Acredito no futebol do Ganso e acho.que sua queda de rendimento se deve a contusão que ele teve no joelho, Ganso ainda não estava 100% e, na minha opinião, não poderia voltar a jogar, mas o departamento médico santista autorizou, afinal o Santos disputaria uma Libertadores, Muricy relacionou Ganso. Quem não relacionaria um craque com o “ok” do departamento médico? Mas assim como o Santos, o SPFC tem uma grande estrutura e o nosso departamento médico, com certeza, recuperará Ganso em 100%.
O meio de campo fica com Jadson e Ganso, quem perde seu espaço é Maicon.
Jadson joga pela direita e Ganso pela esquerda, então a chegada de Ganso não tira o lugar do camisa 10 Tricolor.

João Bueno: Gostaria de saber o que a levou a torcer para o nosso tricolor tricampeão do mundo ?
São Paulinda Raisa:
Apesar de ter um pai palmeirense, quem me influenciou de verdade foi um tio, já falecido, que me chamava a atenção por sua paixão pelo time, quando era criança sempre o via vibrando diante da TV, e (poucas vezes) sofrendo quando o São Paulo jogava. E ele vendo minha curiosidade, e de certo modo interesse, com relação ao futebol, sempre me contava as histórias do São Paulo, falava dos ídolos que já tinha passado pelo clube (lembro que ele me falou do Leônidas da Silva e do quão brilhante ele era em campo) me explicava as regras do futebol, e isso me fez apaixonar pelo time, cada vez mais fui me interessando pelo futebol e pelo Tricolor.

Quer ter sua pergunta respondida pelas São Paulindas?
 Deixe nos comentários ou se não, através do nosso facebook!
No próximo domingo, tem mais!
Pergunte às São Paulindas!