Por Mayra Soares (@soaresmayra)

Na última quarta-feira o São Paulo enfrentou Atlético MG no Estádio da Independência.

Depois da derrota sofrida os torcedores são-paulinos foram mais uma vez procurar o culpado, alguns atribuíram a culpa ao juiz, outros ao atual camisa 10 tricolor, Jadson.
O juiz nos prejudicou de fato, o São Paulo não conseguiu jogar o que deveria, e com certeza Jadson não foi o único culpado. Não estou defendendo Jadson, aliás, seu futebol pouco ou nada me agrada, mas não é esse o mérito que quero entrar agora.
Jadson veste a camisa 10. Onde foram parar os camisas 10 brasileiros?

Vocês conseguem citá-los?
O camisa 10 surgiu nos anos de 1950, Pelé é um dos ícones dessa posição. O camisa 10 é o homem chave, o cara do passe final, sua diferença em relação aos demais está na alta criatividade e poder de finalização, apesar de meio campista o jogador desta posição se arrisca no ataque e faz muitos gols.

Com esse perfil posso citar Messi, Montillo, Conca, Petkovic?

E no Brasil?

Os verdadeiros camisas 10 com atributos para carregarem a camisa estão cada vez mais sumidos, de quem seria a culpa? Dos treinadores, do futebol brasileiro que mudou muito e se inferiorizou?

Não sou uma especialista, não posso dizer com veracidade o porquê os camisas 10 estão cada vez mais extintos.

O que posso afirmar é que quando levantamos os nomes dos jogadores que atuaram no tricolor estampando o 10 nas costas, sabemos suas histórias e seus feitos, fica difícil habituar-se ao atual.

Os nossos meio-campistas marcaram suas épocas de forma positiva.

Pedro Rocha, Pita, Raí, Leonardo e até Hernanes, que não é um camisa 10 de origem, deixaram seus registros em nossa história preta, branca e vermelha.

Já reclamamos da falta de raça, da falta de solidez da nossa zaga, da falta de amor à camisa, eu reclamo da falta dos camisas 10, especialmente no nosso SPFC.

Aquele que chama a responsabilidade, que por seu time dá o sangue, que entenda a nossa tradição, que surpreenda a torcida, que não desista de fazer essa mesma torcida comemorar.

Dizem que Ganso vem aí, consigo enxergar nesse jogador as características de um camisa 10, características essas que adormeceram depois de uma lesão no joelho e uma visível insatisfação com seu time.

A esperança da torcida é que ele seja o camisa 10 que tanto procuramos, mesmo vestindo a 8.

E que os demais jogadores do São Paulo se inspirem nos antigos jogadores e entrem em campo decididos a vencer, que entrem em campo sabendo que estão representando uma nação e que esta nação é muito exigente.

Vamo, São Paulo… eu vou com você!

 Créditos das fotos:
Jadson – João Pires Vipcomm
Hernanes- Rubens Chiri Site Oficial SPFC
Ganso – Rivaldo Gomes Folhapress