Por: Camis Carvalho – @camisspfc
     O São Paulo oficializou ontem, na partida contra a Portuguesa, o lançamento da coleção “Deuses da Raça”, que homenageia os ídolos uruguaios que fizeram história no Tricolor. Pablo Forlán, Pedro Rocha, Darío Pereyra e Diego Lugano são os contemplados. As camisas já estão a venda no site Tricolorshop.com.br e em breve estarão disponívels na Sãopaulomania.com.br, loja oficial do Tricolor na internet. O valor divulgado foi de R$159,90.
Foto: Vipcomm

     O vice-presidente de Comunicações e Marketing do clube, Julio Casares, exaltou a importância da coleção: “Homenagear ídolos é resgatar a história gloriosa de atletas vencedores! É dever do clube exaltar aqueles que tantas alegrias trouxeram aos nossos torcedores”.

     Tullio Formicola Filho, diretor de Marketing Esportivo do grupo que administra a marca Reebok no Brasil, explicou: “São ídolos com muita coisa em comum além da nacionalidade: a presença em grandes momentos do São Paulo, a dedicação e paixão pelo clube, a disposição única e talento dentro de campo. Muito justo aproveitar tudo isso com uma homenagem que celebra os craques e a história deles no clube”.
Foto: Vipcomm
     O SPFC1935 irá fazer nesta semana um Especial Deuses da Raça, através do qual vocês poderão conhecer melhor a história de cada um deles no nosso Tricolor, começando hoje, com Pablo Forlán.

     Campeão de tudo pelo Peñarol nos anos 60, o lateral-direto Pablo Forlán veio ao São Paulo para acabar com o jejum que já durava 13 anos. Estreou em 1 de maio de 1970, disputou 240 jogos (115 vitórias, 77 empates, 48 derrotas), marcou nove gols e conquistou os títulos paulistas de 1970, 71 e 75. Sua última partida defendendo nossas cores, foi no dia 14 de setembro de 1975.
Foto: gazetaesportiva.net
       Como um bom uruguaio, Forlán destacava-se pela garra. Atribui-se a ele a frase: “O melhor momento de se amedrontar os adversários são os primeiros cinco minutos do jogo, quando o juiz nunca dá cartão”. 
      Pablo Forlán assumiu o cargo de técnico do São Paulo em 1990. Como técnico, Forlán levou Diego Aguirre para jogar no São Paulo, e ainda colocou no time principal os jogadores Cafu e Antônio Carlos. Foi Forlán, também, que pediu a contratação de Leonardo, que era do Flamengo, em uma troca pelo já veterano Nelsinho, lateral-esquerdo. Ainda em 1990, o técnico uruguaio acabou sendo substituído pelo Mestre Telê Santana.
     E mostrando que sua ligação com o nosso Tricolor ainda está muito viva, Pablo Forlán declarou publicamente que gostaria de ver seu filho, o atacante Diego Forlán, atualmente no Inernacional-RS, jogando pelo São Paulo. 
         Atualmente, Pablo Forlán reside em Montevidéu, no Uruguai.
      E aí, gostaram da homenagem? O que acharam das camisas? Eu achei lindas, e já estou louca pra comprar a minha! É uma pena que não foram lançados modelos femininos, foi uma grande mancada da Reebok. Mas vale a pena adquirir, pois nossos ídolos uruguaios merecem a homenagem! 
         E avante, Tricolor!