Após a eliminação da Copa do Brasil há duas semanas, demissão do técnico, dúvidas e especulações sobre o novo técnico, uma coisa é certa: o jogo tem que continuar. Na coluna de hoje falarei sobre como o psicólogo do esporte pode auxiliar com um plano de reconcentração para a temporada. Afinal, o Brasileirão não está nem na metade.
Foto: Saopaulofc.net
     
Durante a competição existem diversas variáveis que acabam afetam os atletas: dificuldades inesperadas, tentativas de desestabilização emocional por parte dos adversários, explosões emocionais, reações incontroláveis dos torcedores, entre outras. Diante dessas e tantas outras variáveis pode surgir também a temida eliminação do campeonato, o que sem dúvidas desestabiliza totalmente o grupo.
Segundo Martin (2001) os planos de reconcentração permitem que o atleta minimize os efeitos dessas perturbações citadas anteriormente, voltando rapidamente a um desempenho competitivo de alto nível.

Uma estratégica eficaz que os psicólogos do esporte aplicam e orientam os atletas para se reconcentrar é a estratégia “relaxar, reagrupar e reconcentrar”. Com ela é possível que o atleta aprenda a adequar o reagrupamento e a reconcentração em situações particulares.

Vamos citar o exemplo de um atleta que a cada jogada perdida dificilmente consegue se reconcentrar no jogo novamente e tende a permanecer com ela por vários minutos e tipicamente, interferindo na próxima jogada. Essa estratégica funciona basicamente assim: em um primeiro momento orienta-se o atleta a relaxar, usando a respiração central profunda durante algumas respirações. Depois se pede que o atleta utilize-se da autoconversação para se reagrupar, ele pode dizer, por exemplo: “Aquela jogada já passou. Não faz sentido que me preocupe com ela. É na próxima jogada que devo pensar”. Essa etapa é bem pessoal, pois o atleta escolhe o que ele irá falar para si mesmo com o intuito de esquecer a jogada anterior. Por fim, na etapa de “reconcentrar” o atleta prepara-se mentalmente para a próxima jogada, e assim como na etapa anterior o atleta mesmo vai escolher as afirmações mais adequadas para que ele enfoque e reconcentre-se.

Essa rotina é algo que comprovadamente, auxilia muito no processo de reconcentração de atletas, tendo em vista que alguns atletas tem muita dificuldade de deixar a jogada anterior e focar na próxima.

Saudações tricolores!

Raísa Lobato
Psicóloga
CRP 06/109459

Referências Bibliográficas:
MARTIN, G. L. Consultoria em Psicologia do Esporte: orientações práticas em análise do comportamento. Campinas. Instituto de Análise do Comportamento, 2001.