Por Camis Carvalho
@camisspfc

     Apesar da – magra – vitória sobre o Santos neste domingo, o São Paulo mostrou um futebol muito insatisfatório. E isso vem se repetindo nos últimos jogos, o que traz preocupações a torcida devido ao jogo contra o Coritiba, nesta quinta-feira, pelas semi-finais da Copa do Brasil. Além da importância de vencer em casa para que a segunda partida seja disputada com mais tranquilidade, vale lembrar que na Copa do Brasil, gol fora de casa é usado como crtitério de desempate.
     Mas além do futebol que está deixando a desejar, o que também vem preocupando os torcedores, é a incerteza do técnico Emerson Leão em relação ao esquema tático do time. As mudanças na escalação, as substituições nos intervalos e as alterações de posições individuais de alguns jogadores, são fatores que deixam claro que nem mesmo Leão sabe qual é o melhor esquema tático do Tricolor. 

     Contra o Bahia, Leão iniciou com três jogadores no meio-campo e na volta para o segundo tempo alterou a formação para 4-4-3, mais ofensivo. Contra o Inter e o Santos, o oposto: o time começou com três jogadores no ataque e na volta do intervalo, quatro meio-campistas. 
     Os jogadores parecem estar mais perdidos que o técnico. Jadson segue treinando em diversas formações, e o zagueiro Paulo Miranda criticou as constantes alterações táticas, afirmando, inclusive, que o time está desorganizado. E Fernandinho ainda não sabe se é titular ou reserva.
     Em entrevista, o volante Denilson falou sobre uma conversa que Leão teve com o time nos vestiários durante o intervalo. “Ele disse que a gente estava correndo errado, sobrando gente no meio, mas depois acertou a equipe e pudemos sair com a vitória”.
     É evidente que os 3 pontos são importantíssimos, mas é preciso também atentar ao futebol apresentado, que não vem convencendo ninguém. Queremos um time forte e muito bem organizado. Avante, Tricolor!