Saudações tricolores!

O SPFC encara hoje o Linense às 16h no estádio Gilberto Lopes, o popular Gilbertão. O tricolor apresenta alguns desfalques para o jogo de hoje: Fernandinho, machucado, não joga. Além dele, Casemiro e Cícero cumprem suspensão e também não jogam.

Na disputa pela titularidade, Rodrigo Caio e Maicon brigam por uma vaga no time. Luís Fabiano está confirmado no comando do ataque.

O jogo é a última participação do tricolor na primeira fase do Paulista. Ou seja, uma vitória garante o primeiro lugar e a possibilidade de decidir a fase mata-mata sempre em casa.

Esta foi uma semana muito boa para o torcedor tricolor. A vitória contra o Bahia de Feira, válido pela Copa do Brasil na quarta (5×2) classificou o tricolor para a próxima fase da Copa do Brasil. Acredito que todo torcedor são-paulino acredita que os grandes objetivos deste primeiro semestre sejam: Copa do Brasil e Paulista, nesta ordem. E ambas as competições tem suas similaridades: a partir da semana que vem, Paulista e Copa do Brasil são mata-mata. Decidir em casa é sempre uma vantagem. Além disso, daqui a algumas rodadas, os jogos se tornarão mais difíceis e certamente iremos cruzar com Palmeiras, Grêmio, Atlético-MG (no caso da Copa do Brasil), além de Santos e Corinthians (no caso do Paulista). Ou seja, clássicos! E o tricolor precisa aprimorar seu desempenho em alguns clássicos.

E pra fechar a semana, o Santos completou 100 anos de existência. Parabéns ao clube santista. A melhor frase que li sobre isso foi: ‘O clube brasileiro que mais conquistou a América e o mundo dá parabéns ao segundo que mais conquistou!’. E é bem por aí mesmo…! Afinal, ambos são tri da Libertadores. Mas tri mundial…Bem, aí só o tricolor mesmo!

Fechando a coluna, o caso Oscar. A Justiça já determinou: Oscar deve retornar ao tricolor. O Inter não quer e nem o jogador. Mas o SPFC tem razão e por isso a Justiça assim o determinou. Como já descrito em colunas anteriores, que este caso sirva de exemplo para futuros atletas (e seus empresários) que pensem um pouco antes de tomar atitudes de abandonar o time e ir para a Justiça. O revés pode acontecer… E agora Oscar está sem jogar e tendo que voltar ao time que ele abandonou… A Justiça tarde, mas não falha!


Thaís Cachuté Paradella.