Por Raiza Oliveira – @ra_iza

Olá, Alex. Deixe-me me apresentar. Sou uma torcedora do Maior time do mundo, vencedor das maiores e mais importantes competições do futebol. Você com certeza não me conhece, mas tenho certeza que conhece este clube o qual eu torço de todo o coração. Em sua chegada à este clube que eu e mais uma grande nação amamos, você buscou honrar a camisa, se mostrando um jogador de fibra, raça, e que acompanhava a tradição de espírito vencedor que o clube e sua história exigem. Foi o clube em que você mais se destacou, que te projetou como um dos melhores zagueiros durante as temporadas que passou por aqui. Sentindo todo esse envolvimento do clube com sua carreira e vida, e tendo seu talento em campo reconhecido pela torcida, fez o (talvez) inevitável: declarou amor ao time, às cores, ao escudo.
Nada mais justo, a torcida desde o início esteve com você. Seu apelido passou de pirulito para “monstro”. Monstro da zaga, e da raça também. E de fato você era! Chamou a atenção de clubes do exterior após temporadas de sucesso e títulos, dizia querer seguir os passos do Rogério no São Paulo.. Mesmo quando foi vendido, teve todos ao seu lado.

Você retornou ao clube que chama de “casa” e todos te ovacionaram. O zagueiro que todos os nossos rivais tinham inveja voltara!
Mas você é humano, como eu, como os dirigentes do clube, como os torcedores. Seu rendimento diminuiu, você  cometeu algumas falhas, mas ainda tinha apoio. Começou a interagir com frequencia com os torcedores pelas redes sociais, e nisso, se perdeu. Juntando o fato da sua queda de rendimento, o que gerou as críticas públicas da diretoria e também dos próprios torcedores, você soltou o verbo e disse tudo o que pensava sobre o posicionamento da diretoria. Demonstrou ainda respeitar a camisa, mas tornou pública sua insatisfação com as declarações do Juju. Não que ele estivesse certo, mas as coisas de fato saíram do controle e sua saída, pela não-renovação de contrato foi, como o amor ao clube, inevitável.
 Longe do clube, você demonstrou falta de controle pelo clube que você atuou, o que de fato, acabou sujando a imagem do atleta Alex Silva. Se hoje a torcida fica em dúvida em relação ao seu retorno, não é pelo seu futebol, pois este sabemos que você realiza da melhor forma possível, mas sim de suas atitudes extra-campo, fato que pode quebrar harmonia no clube e trazer dores de cabeças para os dirigentes são paulinos. Hoje, diferentemente de quando você retornou ao nosso (?) tricolor, existe uma linha tênue de dúvida entre o Alex Silva de 2008 e o de 2011/2012. Se for verdade que você está voltando mais uma vez ao MAIOR DO MUNDO, que seja diferente. Volte a ser aquele Alex Silva de 2008, que chegou a ser convocado com justiça para a seleção brasileira. Mais futebol, menos twitter. É só o que peço, acredito que em nome de todos os são-paulinos.
Grata,
Raiza Oliveira.
#VAILÁDECORAÇÃO!