Por Renata Medri http://www.twitter.com/RenataMedri

Olá, nação Soberana!

O desejo da maioria dos torcedores são paulinos é que 2012 chegue logo, e traga muita esperança e um time decente, porque esse de 2011… foi patético. Faltou muito mais do que brilho e competência, faltou vontade, futebol, raça, determinação, tudo que não estávamos acostumados a ver no São Paulo.

  Foto: Que venha 2012!
Fonte: Google

O ano de 2011 até que começou bem, com o centésimo gol do M1TO, a volta do nosso ídolo Luis Fabiano, com uma grande apresentação no Morumbi lotado, parecia até final de Libertadores. Mas, infelizmente, foram apenas alguns momentos de alegria. Logo veio a eliminação no Paulistão, na Copa do Brasil, na Sul Americana, e uma terrível queda de rendimento no Brasileirão, após cinco vitórias consecutivas no início do campeonato.  E tudo isso resultou na demissão de Paulo César Carpegiani, e depois de Adílson Batista.

 Depois de tantas mudanças e eliminações, todos nós esperávamos um time guerreiro, que fosse lutar pelo título Brasileiro, com raça e determinação, mas não vimos nada disso. O time continuou apático, sem vontade nenhuma, e o CT do Tricolor virou um verdadeiro Resort, onde os jogadores jogavam um biribol ali, contavam piadas aqui, muita resenha, e assim foi. Resultado?

 Corremos um grande risco de ficar de fora da Libertadores em 2012 e por ironia do destino, por obra do Palmeiras, que não vencia ninguém até jogar com o São Paulo. Para que consiga, no mínimo essa vaga, será preciso vencer o clássico contra o Santos, e torcer para que Coritiba, Internacional e Figueirense não consigam mais que um ponto.  A tarefa é tão difícil que nem os jogadores estão acreditando. “A gente tentou e não deu. É um ano para esquecer. Tem de rever tudo e melhorar para o ano que vem. Não podemos mais passar por isso”, afirmou Luis Fabiano. “Depois de uma derrota assim é complicado (pensar em classificação). Vamos tentar terminar com dignidade o próximo jogo”, concluiu.

Foto: Luis Fabiano
Fonte: Idário Café/VIPCOMM

O pensamento agora é de reformulação, é preciso fazer uma limpeza geral no elenco, pois é inaceitável que os jogadores façam corpo mole e fiquem à vontade para humilhar o nosso manto. Não estamos pedindo que eles amem a camisa, mas precisam saber, no mínimo, respeitá-la e honrá-la dentro de campo. Que venha 2012, e que o São Paulo que todos nós conhecemos, volte!

 Foto: Lucas
Fonte: Google 

Aqui vai um trechinho de uma música que resume muito bem o verdadeiro Tricolor.

 “Aqui é sangue de Libertadores, aqui é RAÇA, aqui é TRADIÇÃO. Eu dou apoio à meus jogadores, porque o jogo é com o CORAÇÃO. O meu goleiro, ARTILHEIRO, M1TO, eternamente nosso CAPITÃO. Um sentimento diferente, INFINITO, eu quero sempre ser o CAMPEÃO. EU SOU SPFC, EU SOU TRICOLOR, eu sou SPFC e ele é meu amor!!!”