Boa noite, Tricolores!

Nem tão boa assim… Novamente perdemos a chance de assumir a liderança do campeonato. Tudo bem que, em geral, o Jason volta no FINAL, mas também não é preciso levar isso ao pé da letra, não é?

O primeiro tempo foi muito disputado. O Grêmio começou pressionando, como já era de se esperar, mas sem dar muito trabalho para Rogério, que não fez nenhuma defesa espetacular. Em compensação, o São Paulo levou um gol, aos 23 minutos, corretamente anulado pelo árbitro. O bandeirinha assinalou impedimento milimétrico do atacante André Lima, que nem chegou a tocar na bola, mas participou da jogada.

Aos 39 minutos, Cícero teve a chance de abrir o placar para o Tricolor. Dagoberto fez uma boa jogada pela esquerda e achou o meia livre na área. Ele chutou cruzado, mas a defesa do Grêmio salvou.

Na segunda etapa, tudo mudou de figura. O Grêmio voltou errando mais passes e o São Paulo aproveitou.

Logo aos 4 minutos, Dagoberto já obrigou o goleiro Vítor a fazer uma boa defesa, num chute venenoso no cantinho rasteiro direito.

O São Paulo seguiu jogando melhor quando, aos 18, saiu o gol Tricolor. Mas não valeu. Héber Roberto já havia parado a jogada, assinalando falta de Casemiro sobre o defensor gremista.

Como uma punição, no lance seguinte, saiu o gol do Tricolor gaúcho. Numa jogada de linha de fundo, Julio César cruzou e Douglas entrou sozinho, de frente para o gol, chutando forte e sem chances para o M1T000.

O que mais me impressiona é que o time do Grêmio é claramente limitado. O único jogador que poderia desequilibrar era exatamente ele, Douglas. E como pode justamente este jogador entrar LIVRE na área? Num momento como esse, com todos os outros adversários diretos perdendo ou já derrotados na rodada, dependendo só de si mesmo para sair de campo com a liderança nas mãos, ISSO NÃO PODE ACONTECER!

Com o time perdendo em campo, Adílson começou a mudar o time: aos 27 tirou Casemiro para a entrada de Jean. Aqui cabe a minha pergunta: alguém entendeu essa alteração??? Se sim, por favor, me expliquem lá embaixo, nos comentários.

Dois minutos mais tarde, saiu Cícero e entrou Willian, e aos 34, Adílson decidiu colocar Rivaldo, no lugar de Dagoberto.

Nada mudou o panorama do jogo. Aliás, daí pra frente, só deu Grêmio. Nem sequer chegamos perto de arrancar um empate.

Mais uma vez, faltou garra, faltou vontade de saírem líderes! Acho que o problema está dentro das quatro linhas e não fora. Adílson é teimoso? Sim. Demora a fazer as alterações? Sim! Mas não há no elenco sãopaulino nenhum gênio capaz de sair do banco e resolver o problema. Nem mesmo Rivaldo, de quem gosto muito, é capaz disso, principalmente num jogo em que já estamos perdendo.

No final de semana que vem, o Tricolor entrará em campo no Morumbi, contra o Ceará. Será que Luís Fabiano vai pro jogo? Vamos torcer pra isso e para que, com ele, nosso time chute mais a gol.

VAMOS SÃO PAULOOOO!!!

Amanda Amaro – Sãopaulina apaixonada