Olá, queridos Tricolores…
Que vitoria sofrida a de domingo, heim??? Mas aos poucos, vejo que o time está buscando a reação e acredito que ela virá em breve, para nossa alegria e satisfação.
Hoje, vou falar sobre um dos principais nomes do jogo de domingo. Como foi citado na coluna da Carol de ontem, ele ficou 50 dias parado, mas ontem entrou e fez bonito!!! Mostrou ao que veio.
Estou falando de Cícero!!!
Não, não deste Cícero, que deve ser quem mais o protegeu ontem. O São Paulo deveria fazer uma Romaria pra Juazeiro, em agradecimento. Estou falando deste aqui:
Cícero nasceu em 26 de agosto de 1984, em Castelo, ES. Começou jogando no Tombense, time da Segunda divisão de Minas. De lá, foi transferido para o Bahia. Lá ele passou a maioria dos seus anos de base e foi revelado, jogando a Série B de 2004, quando o Bahia por muito pouco não subiu.
Alternando altos e baixos com a camisa do Bahia, transferiu-se, em 2006, para o Figueirense, por empréstimo. Foi no Figueirense que Cícero foi revelado ao futebol nacional; foi lá que ele despertou o interesse do Fluminense, que o contratou, em 2007. Pelo Fluminense, foi titular na campanha vitoriosa da Copa do Brasil de 2007 e na campanha no Campeonato Brasileiro de 2007. Em 2008, suas atuações ajudaram a equipe a chegar à final da Copa Libertadores da América (sim, ele estava na equipe que nos eliminou) e despertaram o interesse do Hertha Berlin, da Alemanha; em julho deste mesmo ano, foi contratado pelo clube alemão por um período de dois anos.
Em 2010, foi emprestado pelo Hertha Berlim ao VfL Wolfsburg por uma temporada. No Wolfsburg, Cícero não foi muito aproveitado pelo técnico e no dia 2 de julho de 2011, após o término de seu contrato com o clube alemão, foi anunciado como novo reforço do São Paulo. Jogou sua primeira partida como jogador do Maior do Mundo no dia 17 de julho, contra o Internacional, entrando no lugar de Rivaldo. Domingo foi su primeira partida partida como titular da equipe e fez bonito!!! Esperamos que este seja somente o começo de uma esplendorosa carreira no Maior do Mundo.
Até semana que vem…
Beijos Tricolores
Créditos: Ulisses Futebol e O Nordeste