Olá, queridos tricolores…

Hoje vamos resgatar a passagem de um dos maiores ídolos do São Paulo na atualidade. Já se passaram 8 anos desde que ele, até então um desconhecido uruguaio, estreou com a camisa tricolor.
Sim, vamos falar de Diego Lugano.
Lugano veio para o São Paulo bancado pelo então presidente do Clube, Marcelo Portugal Gouvêa. O técnico da época, Oswaldo de Oliveira, não aceitou a contratação do jogador, deixando-o de fora de diversas partidas.
Com a saída do treinador, Lugano começou a ganhar o espaço que lhe fora prometido. Logo se mostrou um zagueiro cheio de raça e determinação e, em pouco tempo, conquistou os torcedores, tornando-se um dos maiores ídolos da década passada.
Um gesto corriqueiro do jogador também foi determinante para que fosse tão querido por nós: ele não costuma trocar a camisa com outros jogadores no final de uma partida. Para ele, é um desrespeito ao torcedor, que tanto ama o clube e respeita a camisa.
Com a camisa tricolor, Lugano ganhou o Paulista, a Libertadores e o Mundial de 2005; no mesmo ano, foi eleito o melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro.
Em 2006, foi vendido do Fernebahçe, da Turquia, onde tem contrato até 2012. Ele já revelou que teve algumas sondagens de clubes brasileiros, mas que somente um clube o agrada aqui: O São Paulo Futebol Clube, por quem já declarou possuir uma relação de carinho e gratidão por tudo que conquistou enquanto vestia a camisa do clube.


Seu bom desempenho também foi fundamental para que conquistasse o posto de capitão da seleção uruguaia, por onde conquistou o quarto lugar na última Copa do Mundo. Mesmo jogador de outra seleção, isso não impede o torcedor de prestigia-lo: muitos tricolores declararam torcida ao Uruguai durante a Copa e, quando a Celeste veio disputar as eliminatórias para o torneio, muitos foram recepcionar o time no aeroporto.

Para nós, fica a esperança de, em breve, ver Lugano vestido novamente o manto tricolor; já houveram muitas especulações, mas nada de concreto foi dito ou feito. Fica em nós a esperança de que Juvenal Juvêncio nos surpreenda novamente.
Obrigada Lugano! Vê se volta…

Uma apaixonada pelo São Paulo e pelo futebol.